Category Archives: Copa Sul-Americana

Após rodízio e prevenção, Flamengo chega a último jogo do ano com elenco inteiro e afasta cansaço
   9 de dezembro de 2017   │     0:04  │  0

Everton foi poupado de alguns jogos para chegar com tudo na grande final

Everton foi poupado de alguns jogos para chegar com tudo na grande final (Foto: Divulgação/Flamengo)

O cansaço não vai ser desculpa para o Flamengo na final da Sul-Americana. Apesar de alcançar a marca de 84 jogos no ano, o trabalho preventivo com o elenco fez a equipe que enfrentou o Independiente na Argentina chegar ao último desafio da temporada com média de 49 partidas, e sem muitas lesões.

As ausências importantes de Berrío, Diego Alves, Guerrero e Ederson se deram por fatalidades. Apenas Everton chegou ao jogo decisivo sem plenas condições físicas por após recuperar-se de lesão muscular. No mais, a equipe está inteira. A maratona recente, entre a semifinal da Copa Sul-Americana, na Colômbia, a rodada final do Brasileiro, na Bahia, e a primeira partida decisiva na Argentina, foi a prova.

De volta ao Rio, de folga após um mês, o trabalho se reinicia hoje com o descanso como prioridade. A recuperação dos jogadores é a principal preocupação da comissão técnica e da diretoria.

Os casos mais relevantes são do volante Willian Arão e do lateral direito Pará, os dois que mais jogaram no ano, com mais de sessenta partidas. O zagueiro Réver e o meia Diego, com mais de cinquenta, também inspiram cuidados. O mesmo vale para Everton. O atacante chegou a ser poupado de começar os últimos jogos para jogar a grande decisão.

No fim, o trabalho do Centro de Excelência em Performance deu resultado. O time da final tem média de 78 minutos por jogo, sem contar o goleiro César, que fez só três jogos. O veterano Juan foi símbolo do trabalho realizado e chega ao fim do ano com 34 jogos.

— O plantel suportou bem, sem grandes lesões. Com a distância, as viagens e os torneios que o Flamengo disputou, creio que o elenco esteja em uma boa condição física — afirmou o técnico Reinaldo Rueda.

Blog com EXTRA

Macaranã lotado vai ajudar o Flamengo
   7 de dezembro de 2017   │     21:04  │  0

Resultado de imagem para Rever ontem na Argentina

O zagueiro Rever vibra ao marcar o gol inicial do jogo de ida contra o Independiente (Foto: Divulgação/Flamengo)

Mais do que nunca a torcida do Flamengo será fundamental para a equipe rubro-negra na próxima quarta-feira, a partir das 21h45 (horário de Brasília). Depois da derrota em Buenos Aires por 2 a 1, os cariocas precisam agora de uma vitória por dois gols de diferença em cima do Independiente se quiserem ficar com o título da Copa Sul-Americana em 90 minutos. Um triunfo do Fla por um gol leva tudo para a prorrogação, e se o resultado persistir, os pênaltis vão decidir o campeão. O empate é dos argentinos.

“A gente sabe que essa partida não se definiu ontem. São 180 minutos. Aqui eles colocam muita pressão, mas, se eles acham que colocaram pressão na gente, eles vão ver o que vai ser o Maracanã com a nossa torcida. Espero que o Maracanã esteja lotado para a torcida dar essa força para nós”, comentou o lateral Pará, ao Sportv, na saída do vestiário.

O capitão Réver, autor do único gol do Flamengo fora de casa nessa final, bateu na mesma tecla e lembrou de quando teve de enfrentar o Maracanã lotado de flamenguistas.

“Eu espero uma pressão ainda maior. A gente sabe que no Maraca lotado é muito mais difícil. Já peguei contra e é difícil jogar lá. Esperamos que o torcedor possa fazer a diferença”, disse o zagueiro.

Para finalizar, Réver não teve nenhum pudor em afirmar que o Flamengo tem de aproveitar a bola aérea, já que é algo que vem funcionando bem no time e principalmente com a baixa estatura da equipe do Independiente.

“Ficou mais uma vez claro que nossa bola aérea é muito forte e temos tirado proveito disso. Temos de trabalhar ainda mais, já que temos essa bola parada tão forte, e isso pode fazer a diferença. Futebol hoje é muito decidido com isso”, concluiu Réver.

Blog com Gazeta Press

Flamengo perdeu de virada mas mantém boas chances de conquistar o título em casa
     │     0:04  │  0

Vizeu teve dificuldades contra o goleiro Campaña
Vizeu teve dificuldades contra o goleiro Campaña (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

 

Na noite de ontem o Flamengo deu a falsa impressão de que traria um resultado bem melhor da Argentina quando Réver, no início do jogo, abriu o placar. Dali em diante, o time de Reinaldo Rueda pouco criou no estádio Libertadores da América. Foi envolvido pelo bom toque de bola do Independiente, que virou com gols Gigliotti e Meza – esse autor de um golaço. 

Na final da Sul-Americana não é utilizado o critério de gols fora de casa. Com isso, qualquer vitória do Flamengo no confronto de volta por um gol de diferença leva a decisão para prorrogação e pênaltis. O Independiente será campeão em caso de empate. Se o Rubro-Negro vencer por mais de um gol de diferença, leva a taça.

O jogo de volta será na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã. Todos os ingressos já foram vendidos antecipadamente.

Blog com Globoesporte

 

Flamengo leva virada na primeira final da Copa Sul-Americana
   6 de dezembro de 2017   │     23:17  │  0

Flamengo e Independiente disputaram o primeiro jogo da final da Copa Sul-americana na noite desta quarta-feira, em Avellaneda, na Argentina. O confronto terminou com vitória da equipe da casa por 2 a 1, de virada. Réver abriu o placar para o time brasileiro no primeiro tempo, e com Gigliotti, no primeiro tempo, e Meza, no segundo, o Independiente virou o placar.

O título da competição continental será decidido daqui há uma semana, no Rio de Janeiro. Flamengo e Independiente jogarão na próxima quarta-feira, dia 13, às 21h45 (Brasília), no Maracanã.

Como não há vantagem por gol marcado fora de casa, o Independiente será campeão se vencer ou empatar por qualquer placar. O Flamengo precisa vencer por dois gols de diferença. Se no acumulado der empate, haverá prorrogação e pênaltis.

FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE-ARG 2 X 1 FLAMENGO-BRA

Local: Estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Argentina)
Data: 6 de dezembro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai)
Assistentes: Milciades Saldivar (Paraguai) e Darío Gaona (Paraguai)
Cartões amarelos: Tagliafico, Bustos, Amorebieta (Independiente), Diego (Fla)

GOLS:
INDEPENDIENTE: Gigliotti, aos 28 min do 1º tempo; Meza, aos 7 min do 2º tempo
FLAMENGO: Réver, aos 8 min do 1º tempo

INDEPENDIENTE: Martín Campaña, Fabricio Bustos, Nicólas Tagliafico, Alan Franco (Amorebieta) e Gastón Silva; Martín Benítez (Juan Martínez), Diego Rodríguez, Maximiliano Meza (Domingo), Juan Sánchez Miño e Ezequiel Barco; Emmanuel Gigliotti
Técnico: Ariel Holan

FLAMENGO: César, Pará, Réver, Juan e Miguel Trauco; Willian Arão, Gustavo Cuéllar, Diego (Vinicius Junior) e Everton Ribeiro; Lucas Paquetá (Everton) e Felipe Vizeu
Técnico: Reinaldo Rueda

Blog com Gazeta Press

Flamengo tem duelo difícil na Argentina diante do Independiente
     │     0:04  │  0

A delegação do Flamengo desembarcou na tarde da última segunda-feira na Argentina, para o duelo de ida na decisão da Copa Sul-Americana. Depois de passar pelo Junior Barranquilla na semifinal, o time rubro-negro vai encarar na noite de hoje o Independiente, em Avellaneda. A volta está marcada para a quarta seguida, dia 13, no Maracanã.

A recepção flamenguista foi bem calorosa por parte dos torcedores, que cercaram o ônibus da equipe na chegada ao hotel e exaltaram os jogadores. O goleiro César foi um dos mais festejados, mas até Alex Muralha, que vive péssima fase e foi preterido pelo técnico Reinaldo Rueda, recebeu apoio.

Mal haviam chegado no país, os jogadores já foram para a academia do hotel e realizaram um trabalho físico. O elenco trabalhou na noite passada, por volta das 19 horas (de Brasília), quando fez um trabalho fechado à imprensa no CT do Boca Juniors.

O time rubro-negro garantiu vaga na fase de grupos da Libertadores com a vitória por 2 a 1 sobre o Vitória, no último domingo. Diante do Independiente, então, a ordem é conquistar seu primeiro título internacional em 18 anos, desde a Copa Mercosul de 1999.

Blog com ISTOÉ