Category Archives: Copa Sul-Americana

Conmebol pode excluir Flamengo da Libertadores
   17 de dezembro de 2017   │     10:35  │  0

Confusão envolvendo torcedores foi registrada antes e depois da partida realizada no Maracanã (Foto: Alexandre Brum / Agência O Dia)

A confusão e atos de vandalismo no Maracanã na final da Copa Sul-Americana envolvendo o Flamengo e Independiente-ARG pode custar caro ao Rubro-Negro carioca. A Conmebol decidiu abrir um processo disciplinar e o clube pode receber diversos tipos de punições. A mais radical será a exclusão da Libertadores do ano que vem.

A Confederação Sul-Americana de Futebol não tem histórico de aplicação de penas muito severas. No entanto, em 2015, a equipe argentina do Boca Juniors foi eliminada da Libertadores depois que alguns de seus torcedores lançaram gás de pimenta no túnel que dá acesso aos vestiários do River Plate.

O Flamengo, se considerado culpado, pode pegar diversos tipos de punições. A pena mais branda seria uma advertência. No entanto, o clube pode receber uma multa, jogar com portões fechados, perder mandos de campo, ser proibido de atuar no Maracanã e, em último caso, até ser excluído da Libertadores de 2018.

Algumas situações são passíveis de punição, como invasão ao campo, danos ao patrimônio, provocar confusão no estádio e ao seu redor e tumulto generalizado. Se não for possível identificar os agressores, o clube pode sofrer uma punição.

Como o Flamengo não tem um histórico de punições por parte da confederação, dentro do clube não se acredita em uma pena máxima, mas ainda é muito cedo para prever o que vai acontecer com o Rubro-negro.

Blog com O DIA

Independiente busca empate, segura Fla no Maracanã e conquista a Copa Sul-Americana
   14 de dezembro de 2017   │     0:04  │  0

Jogadores do Flamengo lamentam perda da final
Jogadores do Flamengo lamentam perda da final (Foto: Guito Moreto / Agência O Globo)

As semelhanças com o ano de 1995 duraram até o último jogo da temporada. Elenco milionário, cobrança intensa por um título de expressão e uma fatídica derrota para o Independiente numa decisão. O empate em 1 a 1 no Maracanã sacramentou a perda de mais uma taça para o Flamengo e decretou 2017 como um ano de decepções para os rubro-negros. Os gritos de “time sem vergonha”, de parte da arquibancada, resumem a frustração da torcida.

— É triste. Acho que a gente entende a frustração da torcida. É a mesma que a nossa. Tentamos de todas as formas — lamentou Juan.

As vaias, na verdade, são mais direcionadas ao ano como um todo do que à atuação da noite passada. Não se pode dizer que não houve entrega. Seja com César, que sofreu um leve desmaio mas decidiu permanecer em campo; seja com Réver, que levou oito pontos na cabeça e, em determinado momento da partida, jogou a touca de proteção fora para poder cabecear melhor. Os rubro-negros entraram em campo com vontade de ser campeões.

O problema não estava na falta. Mas sim no excesso. De afobação e de ansiedade. Os jogadores abusaram das escolhas erradas e, muitas vezes, escolheram a jogada individual quando deveriam ter priorizado o coletivo. O Flamengo teve, pelo menos, três grandes chances desperdiçadas. Na melhor delas, Everton ficou cara a cara com Campaña e chutou nas mãos do goleiro.

O gol, não à toa, saiu numa jogada que passou por quatro rubro-negros. Aos 29m, Diego cobrou falta, Juan ajeitou, Réver cruzou e Paquetá aproveitou falha da defesa para concluir. Só que, dez minutos depois, o jovem Barco converteu como um experiente o pênalti cometido por Cuéllar e deixou tudo igual.

Para piorar a situação, desta vez a entrada de Vinícius Júnior não surtiu efeito. O Flamengo até fez um abafa no fim. E Réver chutou para fora quando o gol estava praticamente vazio. O gol que poderia manter vivo o sonho do título não veio. Ficaram as decepções.

Blog com EXTRA

Bruxo que ajudou o Independiente na vitória sobre o Flamengo estará no Maracanã
   13 de dezembro de 2017   │     0:03  │  0

Bruxo marcou presença no jogo de ida da Sul-Americana em Buenos Aires (Foto: Divulgação)

O Independiente derrotou o Flamengo por 2 a 1 na primeira partida da final da Copa Sul-Americana, mas os argentinos consideram que o resultado não foi conquistado apenas pelo esforço dos jogadores. O time pode ter contado com uma ajudinha extra do bruxo Manuel de Gorina, que é uma celebridade no país.

Apesar de não gostar de falar muito, Gorina deu breve entrevista ao site argentino ‘Toda Pasión’ e falou que estará com certeza no Maracanã na noite de hoje. O bruxo comentou que apenas está ajudando a equipe colocando sua fé em Deus e que os jogadores e o técnico Ariel Holan estão de acordo.

Na decisão da Sul-Americana em Avellaneda ele esteve presente. O Independiente saiu atrás, mas conseguiu uma virada com dois belos gols. Principalmente o segundo. As jogadas teriam sido resultado de uma bruxaria?

Os jornais argentinos destacam a ‘participação do bruxo em campo’ e dizem que ele esteve presente na classificação do Independiente contra o Libertad, na semifinal da competição.

Muitos torcedores atribuem a ele o fato da seleção da Argentina ter conseguido classificação para a Copa do Mundo. Antes do confronto final contra o Equador, ele foi chamado e os portenhos venceram com grande atuação de Lionel Messi.

Blog com O DIA

 

Bruxo do Independiente estará no Maracanã
   12 de dezembro de 2017   │     20:54  │  0

O Independiente derrotou o Flamengo por 2 a 1 na primeira partida da final da Copa Sul-Americana, mas os argentinos consideram que o resultado não foi conquistado apenas pelo esforço dos jogadores. O time pode ter contado com uma ajudinha extra do bruxo Manuel de Gorina, que é uma celebridade no país.

Apesar de não gostar de falar muito, Gorina deu breve entrevista ao site argentino ‘Toda Pasión’ e falou que estará amanhã com certeza no Maracanã. O bruxo comentou que apenas está ajudando a equipe colocando sua fé em Deus e que os jogadores e o técnico Ariel Holan estão de acordo.

Leia mais na edição desta quarta do seu blog preferido.

Arivaldo Maia

Após rodízio e prevenção, Flamengo chega a último jogo do ano com elenco inteiro e afasta cansaço
   9 de dezembro de 2017   │     0:04  │  0

Everton foi poupado de alguns jogos para chegar com tudo na grande final

Everton foi poupado de alguns jogos para chegar com tudo na grande final (Foto: Divulgação/Flamengo)

O cansaço não vai ser desculpa para o Flamengo na final da Sul-Americana. Apesar de alcançar a marca de 84 jogos no ano, o trabalho preventivo com o elenco fez a equipe que enfrentou o Independiente na Argentina chegar ao último desafio da temporada com média de 49 partidas, e sem muitas lesões.

As ausências importantes de Berrío, Diego Alves, Guerrero e Ederson se deram por fatalidades. Apenas Everton chegou ao jogo decisivo sem plenas condições físicas por após recuperar-se de lesão muscular. No mais, a equipe está inteira. A maratona recente, entre a semifinal da Copa Sul-Americana, na Colômbia, a rodada final do Brasileiro, na Bahia, e a primeira partida decisiva na Argentina, foi a prova.

De volta ao Rio, de folga após um mês, o trabalho se reinicia hoje com o descanso como prioridade. A recuperação dos jogadores é a principal preocupação da comissão técnica e da diretoria.

Os casos mais relevantes são do volante Willian Arão e do lateral direito Pará, os dois que mais jogaram no ano, com mais de sessenta partidas. O zagueiro Réver e o meia Diego, com mais de cinquenta, também inspiram cuidados. O mesmo vale para Everton. O atacante chegou a ser poupado de começar os últimos jogos para jogar a grande decisão.

No fim, o trabalho do Centro de Excelência em Performance deu resultado. O time da final tem média de 78 minutos por jogo, sem contar o goleiro César, que fez só três jogos. O veterano Juan foi símbolo do trabalho realizado e chega ao fim do ano com 34 jogos.

— O plantel suportou bem, sem grandes lesões. Com a distância, as viagens e os torneios que o Flamengo disputou, creio que o elenco esteja em uma boa condição física — afirmou o técnico Reinaldo Rueda.

Blog com EXTRA