Category Archives: Copa do Mundo

Copa teve VAR, surpresas e premiação da coletividade
   15 de julho de 2018   │     21:44  │  0

A França venceu a Croácia por 4 x 2 e é campeã da Copa do Mundo da Rússia. O time francês foi aplicado taticamente, apostou na solidez de sua defesa e na eficiência de seus atacantes e levantou a taça. Com o título, franceses se juntam aos uruguaios e argentinos como bicampeões do mundo. O primeiro título dos “bleus” foi em 1998, contra o Brasil.

No entanto, a Copa da Rússia foi a Copa do VAR. O segundo dos quatro gols da França no jogo final da competição, por exemplo, só foi possível pela interferência do árbitro de vídeo. E pelas declarações do presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Gianni Infantino, a tecnologia de auxílio ao árbitro de campo veio para ficar. “Estamos muito felizes de termos introduzido o VAR. Hoje é difícil pensar em Copa do Mundo sem VAR”, disse Infantino em entrevista à de imprensa na última sexta-feira (13).

Mas a Copa não será só lembrada pela presença da arbitragem de vídeo pela primeira vez na principal competição do futebol mundial. A eliminação de seleções tradicionais como a da Alemanha, Argentina, Espanha, do Uruguai e Brasil, que não conseguiram chegar sequer a semifinais, também ficará na memória do torcedor como a Copa em que as grandes equipes voltaram para casa mais cedo.

A Rússia foi território indigesto para os principais favoritos ao título. Os alemães não mostraram nada do futebol exuberante que desfilaram pelos gramados brasileiros em 2014. Não houve criatividade, inspiração e o sangue frio que fizeram o futebol alemão tão respeitado nos últimos anos. Foram eliminados na primeira fase.

Os três maiores craques do futebol mundial, Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar, foram discretos nesta Copa. Na primeira rodada, o português marcou três gols contra a Espanha e deu esperanças de que se destacaria, mas suas atuações esfriaram junto com a sua seleção. Messi era parte de um aglomerado de jogadores. Eles, mesmo com a tradicional garra em campo, não conseguiam ter um esquema tático que enfrentasse as demais equipes em condições de igualdade. A seleção argentina sucumbiu diante do jovem time da França.

Catar 2022

Agora, é pensar na Copa do Mundo no Catar, em 2022. Contabilizar o que deu certo e analisar o que deu errado, a fim de iniciar mais um ciclo de preparação para o próximo mundial. Da Copa na Rússia, ficarão as belas imagens das torcidas se confraternizando nas ruas, avenidas e praças das cidades russas e nas arquibancadas dos belos estádios. Nos gramados, as belas jogadas de Mbappé, as defesas de Curtois, a entrega dos jogadores russos e croatas, a emoção da torcida panamenha e a calorosa recepção da população russa.

Blog com Agência Brasil

Pelé parabeniza Mbappé: ‘É ótimo ter sua companhia’
     │     17:59  │  2

Mbappé foi eleito a revelação da Copa da Rússia (Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters)

Campeão do mundo com a seleção da França, neste domingo, o atacante Kylian Mbappé recebeu os cumprimentos e o reconhecimento de Pelé poucos minutos após balançar as redes na final do Mundial da Rússia. O time francês bateu a Croácia por 4 a 2, na decisão disputada no Luzhniki Stadium, em Moscou.

Mbappé deu boa contribuição para a vitória ao marcar o quarto gol dos franceses. Com 19 anos, seis meses e 20 dias, ele se tornou o segundo jogador com menos de 20 anos na história a marcar um gol em uma final de Copa. O primeiro foi justamente Pelé. O “Rei do Futebol” marcou duas vezes na final diante da Suécia, vencida pelo Brasil por 5 a 2, na Copa de 1958. Na época, o atacante tinha apenas 17 anos.

Blog com Band Esportes

Modric é eleito o melhor e Mbappé leva prêmio de jogador jovem
     │     16:45  │  0

Após o apito final da partida que decretou o bicampeonato da França na Copa do Mundo, a Fifa anunciou os vencedores das premiações individuais do torneio. E a Bola de Ouro foi para um jogador que não faturou o título: Luka Modric, da Croácia, foi eleito o melhor da competição, à frente de Hazard e Griezmann.

Mbappé foi o vencedor do prêmio de melhor jogador jovem (abaixo dos 21 anos).

Os vencedores da luva e da chuteira de ouro também foram anunciados. Courtois foi premiado como melhor goleiro, e Harry Kane terminou como artilheiro isolado, com seis gols. Ambos, que estiveram em campo no sábado na disputa pelo terceiro lugar, não estiveram presentes no estádio da decisão.

A Fifa ainda anunciou a seleção vencedora do troféu fair play: a Espanha.

As premiações individuais foram feitas pouco antes da entrega da taça ao capitão Lloris e ao time da França.

Debaixo de chuva, os comandados de Dider Deschamps receberam cumprimentos do presidente do país, Emmanuel Macron. Gianni Infantino, presidente da Fifa, Vladimir Putin, presidente russo, e Kolinda Grabar-Kitarović, presidente croata, também participaram da cerimônia.

Blog com Globoesporte

Mbappé usará chuteira com bandeira da França
   14 de julho de 2018   │     15:49  │  0

Chuteira especial de Mbappé para final da Copa de 2018 (Foto: Repodução / Instagram)

Mbappé ganhou uma chuteira especial para final da Copa do Mundo de 2018, neste domingo, entre a França e a Croácia, no Estádio Lujniki, em Moscou. A patrocinadora do atacante, que é a mesma da seleção francesa, fez um calçado branco, com detalhes em laranja, com a bandeira da França na parte de trás da peça e a data da decisão grafado na lateral.

O camisa 10 publicou imagens da novidade feita pela Nike em seu Instagram Stories neste sábado, véspera da final. Aos 19 anos, Mbappé pode se tornar campeão mundial na Rússia e ajudar a França a conquistar o bi – foram campeões em 1998 sobre o Brasil.

Autor de três gols, o jogador do Paris Saint-Germain ainda briga pela artilharia da Copa com Harry Kane, da Inglaterra (seis gols), Romelu Lukaku, da Bélgica (com quatro), e Antoine Griezmann, da França (com três).

BÉLGICA É TERCEIRA NA RÚSSIA

Terceiro lugar da Copa do Mundo da Rússia é da Bélgica, que venceu a Inglaterra por 2 a 0 neste sábado (14), em São Petersburgo. Os gols do triunfo foram marcados por Meunier e Hazard.

Vale ressaltar que o camisa 10 da “talentosa geração belga” – Hazard – jogou muito, se credenciando ao prêmio de melhor jogador do Mundial.

Blog com EXTRA

Preferência nacional, caipirinha foi produto com maior taxa de impostos na Copa
   13 de julho de 2018   │     0:01  │  0

 

A caipirinha, preferência nacional nos bares e estabelecimentos comerciais, também aparece no topo da lista dos produtos com maior tributação no país. Um levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) aponta que cerca de 76% do valor da bebida tipicamente brasileira é destinado ao pagamento de impostos durante a Copa do Mundo. Os fogos de artifício, com 61%, está em segundo lugar na lista. A cerveja aparece no terceiro posto, com 55%.

Mas nem o preço salgado somado à eliminação precoce da seleção brasileira no Mundial é capaz de deixar um gosto amargo para os consumidores. No Rio, um dos principais pontos de venda da caipirinha é a Lapa, uma das regiões mais boêmias da cidade. A variação de preço é entre R$ 5 e R$ 18. “A gente costuma comprar caipirinha sempre na mesma barraquinha. Poderia ser mais barato”, diz Ana Beatriz, que estava acompanhada de um grupo de amigos enquanto assistia ao jogo entre Brasil e Bélgica, na semana passada.

Em 2003, o decreto de Lei 4.851 garantiu a propriedade intelectual da caipirinha e da cachaça. Segundo historiadores, a bebida foi criada como receita popular feita com limão, alho e mel, para doentes da gripe espanhola. A cachaça, que era usada em remédios caseiros, substituiu o alho e o mel. Depois, acrescentaram açúcar e gelo.

A LISTA DO IMPOSTÔMETRO

Na relação dos itens com as maiores cargas tributárias durante a Copa do Mundo publicada pela ACSP, aparecem outros 14 produtos. Em 4º lugar, está a bola de futebol (48%), seguido por refrigerante (46%), buzina (45%) e televisor (44%). Em 8º lugar, ficou o álbum de figurinhas da Copa, com 43% de impostos embutidos no preço final. Em seguida, o salgadinho, com 37%. Nem a bandeira do Brasil ficou fora da lista, com carga tributária de 36%, empatada com chuteira e tinta. Pipoca, camisa da seleção, balão de festa e corneta ficam com 34%. A carne aparece em último, com carga tributária de 29%.

Blog com O DIA