Category Archives: Copa do Mundo

No exterior, Qatar tenta defender a Copa que fará em 2022
   20 de novembro de 2017   │     0:03  │  0

Hassan Al-Thawadi, chefe do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2022

O dirigente Hassan Al-Thawadi, chefe do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2022 (Foto: Divulgação)

Muita bola vai rolar antes da Copa do Mundo de 2022, no Qatar, mas esse diminuto país árabe já colocou o time em campo na diplomacia.

Um dos indícios desses esforços é que Hassan al-Thawadi, secretário geral do comitê organizador do Mundial e um dos homens mais influentes do Qatar, tem intensificado sua agenda para promovê-lo internacionalmente.

Paira ao redor da primeira Copa em um país árabe uma série de controvérsias: de violações aos direitos dos operários dos estádios do torneio a críticas por investimentos em uma infraestrutura grande demais para a população local. Houve até acusações de corrupção em torno da candidatura qatariana.

O evento ainda pode ser prejudicado pela situação política. O Qatar está sob o embargo de seus vizinhos, incluindo a rival Arábia Saudita.

A reportagem assistiu em 31 de outubro a uma palestra de Thawadi na instituição cultural Casa Árabe, em Madri. Acompanhado por sua delegação, ele defendeu o evento, explicou seus planos e prometeu que os estádios estarão prontos a tempo -e terão uso após a Copa.

O Qatar tem apenas 2,5 milhões de habitantes, que dificilmente preencherão as arenas monumentais que ficarão como herança do Mundial. O estádio Khalifa, em Doha, por exemplo, terá capacidade para 40 mil pessoas.

“Quando apresentamos nossa candidatura, já sabíamos que a capacidade exigida pela Fifa não correspondia às nossas necessidades”, Thawadi afirmou à Folha.

São raras as partidas com grande público no país, conhecido pela cultura do “majlis” -uma sala de estar em que os qatarianos se reúnem em longas visitas domésticas.

“É mais comum nos sentarmos no ‘majlis’ para assistir às partidas em casa, com os amigos [do que nos estádios]”, reconhece Thawadi.

Por isso, algumas arenas terão arquibancadas provisórias, que serão removidas depois da Copa. Outras serão completamente reformuladas para outros propósitos.

O Qatar também planeja toda uma renovação de sua infraestrutura, incluindo criar três linhas de metrô para permitir que os torcedores possam assistir a duas partidas em um mesmo dia.

“A Copa acelerou todos esses projetos, mas eles já existiam”, disse o organizador.

COPA ANTITERROR

O gigantismo dos investimentos faz parte do legado econômico e social que Thawadi promete ao país.

Esse costuma ser um tema controverso quando se trata de grandes campeonatos esportivos, como visto recentemente no Brasil com a Olimpíada de 2016 e a Copa de 2014 -obras que ele visitou.

Uma das teses de Thawadi é que os projetos vão impulsionar a economia e dar novas oportunidades aos jovens, servindo como uma espécie de vacina contra a radicalização e o terrorismo.

“É importante combatermos o contexto que fomenta o terrorismo”, disse ele em Madri. “É mais fácil alguém que não tem um futuro pela frente desviar-se de seu caminho. Então, queremos garantir oportunidades de trabalho e
de educação, e o futebol pode ajudar nisso”, afirmou.

O trabalho na construção dos estádios, no entanto, já rendeu algumas das críticas mais duras aos organizadores do Mundial de 2022.

Organizações humanitárias chegaram a acusar o país de usar trabalho forçado nas obras para as instalações.

“Todos os países têm problemas trabalhistas”, afirmou Thawadi. “Mas estamos nos esforçando para adaptar nossa legislação, e ainda não terminamos”, completou.

Blog com FOLHA DE SÃO PAULO

Com a definição das 32 seleções, sorteio da Copa já tem potes prontos
     │     0:01  │  0

 

A vitória sobre a Nova Zelândia, na repescagem, garantiu ao Peru a última vaga disponível para a Copa do Mundo de 2018. Fechada a lista dos 32 países classificados, a Fifa já tem definidos os potes para o sorteio dos grupos do Mundial. O sorteio está previsto para ocorrer no próximo mês de  dezembro.

Diferentemente das outras edições, os potes de seleções foram determinados pelo próprio ranking da Fifa. Antes, apenas o pote referente aos cabeças de chave era definido a partir do ranking, enquanto os demais eram divididos por região. Com a exceção dos europeus, equipes pertencentes à mesma confederação não podem ficar no mesmo grupo. As seleções da Uefa são limitadas a duas por chave.

Os cabeças de chave do sorteio serão: Rússia (sede), Alemanha, Brasil, Portugal, Argentina, Bélgica, Polônia e França. Seleções consideradas fortes também aparecem no segundo pote. São elas: Espanha, Inglaterra, Colômbia e Uruguai.

Blog com Gazeta Press

Suspenso por doping, Guerrero vibrou com classificação do Peru para Copa: ‘Sonho’
   19 de novembro de 2017   │     0:03  │  0

Guerrero é capitão do Peru
O atacante do Flamengo, Guerrero, é o capitão da Seleção do Peru (Foto: Mariana Bazo / REUTERS)

 

Ausente das partidas que selaram a classificação do Peru para a Copa da Rússia 2018, depois de 36 anos sem o país jogar o Mundial, Paolo Guerrero vibrou nas redes sociais com a conquista da vaga. Na visão do capitão da seleção peruana e goleador do Flamengo, “o sonho de todos se tornou realidade”.

Autor do gol que deu a possibilidade da equipe de disputar a repescagem, o jogador foi flagrado no doping e agora tenta provar sua inocência para voltar aos gramados.

“Estamos mais unidos do que nunca”, destacou o capitão em postagem no Facebook. O Peru bateu a Nova Zelândia por 2 a 0 e garantiu a vaga para a Copa em noite de homenagens a Guerrero, suspenso preventivamente por 30 dias.

A blusa de aquecimento dos peruanos desejava “Força Guerrero”, e o herói da classificação ergueu a camisa 9 do goleador em apoio à estrela do time.

Caso seja absolvido e evite a punição por doping, Guerrero jogará sua primeira Copa do Mundo. Trata-se da quinta participação do Peru em Copas, após 1930, 1970, 1978 e 1982.

Blog com EXTRA

Itália, Holanda, Chile e EUA podem jogar Copa dos Excluídos
   17 de novembro de 2017   │     0:01  │  0

Após o vexame da Itália em não conseguir uma vaga para a Copa de 2018, na Rússia, surge a ideia de criar o “Mundial dos Excluídos”, com partidas entre as seleções que ficaram de fora do torneio da Fifa.

A proposta veio do assessor de esportes da cidade de Savona, na Ligúria, Maurizio Scaramuzza, que colocou o município à disposição para sediar a competição.

“Como todos os italianos, eu torci pela seleção até o último minuto, esperando um gol até o apito final, talvez do nosso conterrâneo El Shaarawy ou qualquer outro milagre, mas nada ocorreu”, lamentou-se.

“Nunca imaginamos uma Copa sem a Itália, e por isso proponho um torneio aberto a todas as seleções que não se classificaram”, comentou.

A “Copa dos Excluídos” poderia incluir Holanda, Estados Unidos, Chile, Gana e outros países.

Blog com Agência ANSA

Copa 2018: Rússia admite atrasos em estádios
   3 de novembro de 2017   │     0:02  │  0

Obras atrasadas na Arena Samara na Rússia
Samara Stadium tem a situação mais complicada para a Copa do Mundo (Foto: Maxim Shemetov/Reuters)

 

O vice-primeiro-ministro da Rússia, Vitaly Mutko, admitiu no dia de ontem que há atrasos nas obras de alguns estádios que vão receber jogos da Copa do Mundo de 2018. Mas o político, que também lidera o Comitê Organizador Local do Mundial, garantiu que não há motivos para preocupação.

“Há alguns atrasos em certas obras, mas a situação geral está sob controle e não estamos muito preocupados com isso”, declarou Mutko, em entrevista à agência R-Sport. A Copa de 2018 contará com 12 estádios em 11 cidades.

Segundo o dirigente, o caso mais grave é o do Samara Stadium, na cidade de Samara. As fundações do gramado ainda não foram finalizadas e a grama ainda não foi instalada. De acordo com Mutko, “questões complicadas de estrutura e engenharia” dificultaram o trabalho.

Ele indicou também que obras nas futuras bases das seleções também sofrem com atraso. O chefe do Comitê Organizador Local afirmou ter cobrado rapidez das lideranças regionais para a finalização das estruturas. Segundo afirmou, dirigentes das equipes ficaram “preocupados” quando fizeram visitas aos locais nos últimos meses. Faltam oito meses para a Copa do Mundo da Rússia. O evento será realizado entre os dias 14 de junho e 15 de julho.

Blog com Estadão Conteúdo