Category Archives: Copa do Mundo

Seleção prepara casa com barreira contra espiões na Rússia
   22 de abril de 2018   │     0:02  │  0

Centro de treinamento da seleção brasileira de futebol para a Copa do Mundo de 2018, em Sochi, na Rússia
Centro de treinamento da seleção brasileira de futebol para a Copa do Mundo de 2018, em Sochi, na Rússia (Foto: Fábio Aleixo/Folhapress)

 

Basta subir alguns degraus de escada e chegar a uma linha de trem, logo atrás do CT que receberá a seleção brasileira em Sochi, na Rússia, para se ter uma boa visão do campo em que os jogadores da seleção irão treinar.

Isso agora, antes do Mundial, porque, durante a competição, qualquer tipo de observação será mais difícil.

A CBF usará a estrutura de alambrados de uma pequena arquibancada já existentes no local para colocar banners e placas que praticamente acabarão com a visão de torcedores, jornalistas, fotógrafos e até possíveis espiões que estiverem fora do CT.

A decisão foi tomada durante visita de inspeção comandada por Edu Gaspar, coordenador da CBF. Ele esteve em Sochi, local escolhido como sede da CBF, para participar de workshop da Fifa para a Copa-2018.

O trabalho da montagem dessa estrutura começará em 30 de abril e foi autorizada pelo governo de Sochi, responsável pelo local.

Consultada, a CBF afirmou que não se trata de uma medida de contraespionagem, mas sim para embelezamento do local e uma melhor comunicação visual. Segundo a confederação, espionagem não é uma preocupação.

Esse será o campo mais utilizado pela equipe brasileira durante a sua estadia. Ao lado dele, fica o estádio Slava Metreveli, que também receberá algumas atividades, entre elas, o treino aberto a torcedores, exigido pela Fifa. Com capacidade para 10 mil espectadores, o estádio receberá cerca de 5 mil pessoas.

Blog com FOLHA DE SÃO PAULO

Menos da metade dos estádios da Copa foram inaugurados
   20 de abril de 2018   │     0:03  │  0

Estádio de Rostov, que receberá o primeiro jogo do Brasil na Copa
Estádio de Rostov vai receber o primeiro jogo do Brasil na Copa do Mundo (Foto:Serguei Pivovarov/Reuters)

 

Faltando menos de cem dias do Mundial da Rússia, mais da metade dos estádios do torneio ainda não foram inaugurados. Todos os 12 estádios da Copa só deverão estar abertos a partir de 28 de abril, a menos de dois meses do início da competição, em 14 de junho.

A promessa inicial das autoridades do país era de que todas as arenas fossem concluídas em dezembro de 2017, o que não aconteceu. O último estádio a abrir as portas deverá ser o de Samara.

A inauguração da arena está marcada para o duelo entre o time local, o Krilia Sovetov, contra o Fakel. A partida é válida pela segunda divisão do Campeonato Russo. Até 11 de maio, a arena ainda receberá mais dois jogos-testes.

Além do estádio de Samara, faltam ser abertas outras seis arenas: as de Iekaterinburgo, Kaliningrado, Nijni-Novgorod, Rostov-do-Don, Saransk e Volgogrado.

Todas elas receberão três jogos-testes, com a capacidade sendo aumentada de forma gradativa para que eventuais problemas sejam corrigidos entre um e outro.

O estádio de Rostov, que receberá o primeiro jogo do Brasil na Copa —em 17 de junho, contra a Suíça— será inaugurado em 15 de abril, com jogo do Campeonato Russo entre Rostov e SKA-Khabarovsk.

Na sexta-feira (2), a Folha esteve no local durante vistoria da Fifa e verificou que toda a parte da infraestrutura interna está pronta. O gramado, que ficou coberto nos últimos meses por causa da neve, recebia banho de luz.

Colin Smith, diretor de competições da Fifa, afirmou que, apesar dos atrasos, a situação dos estádios russos não é preocupante. Segundo ele, todas as arenas estão em fase final de preparação. Ainda assim, o dirigente destacou que os jogos-testes serão importantes para avaliar o funcionamento das arenas.

Cinco estádios da Copa já foram inaugurados. Esse é o caso da Arena Spartak, em Moscou, e dos estádios de Sochi, Kazan e São Petersburgo, todos utilizados na Copa das Confederações. O estádio Lujniki, também na capital russa, foi aberto em amistoso da seleção local contra a Argentina, em novembro de 2017.

Blog com FOLHA DE SÃO PAULO

Ligas europeias se manifestam contra expansão da Copa de 2022 para 48 seleções
     │     0:02  │  0

Na contramão do que manifestaram a Conmebol e a Fifa, as ligas nacionais europeias de futebol se mostraram contra a possibilidade de a Copa do Mundo do Catar, em 2022, ser disputada por 48 seleções.

“Nós não estamos preparados para nenhuma mudança no calendário para expansão da Copa do Mundo de 2022”, declarou Lars-Christer Olsson, CEO da entidade que reúne 32 ligas nacionais europeias.

A Fifa já aprovou em 2017 a expansão da Copa para 48 times a partir de 2026, mas, na semana passada, a Conmebol pediu que a entidade considerasse aumentar o torneio já para a edição no Catar, em 2022. Para os sul-americanos, a expansão representaria ter praticamente todos seus países classificados ao Mundial.

A sugestão foi vista com bons olhos pelo presidente da Fifa, Gianni Infantino, que prometeu levá-la em consideração. “Temos essa petição da Conmebol e de suas associações e me parece muito interessante. Vamos estudar muito a sério. E se for possível… Por que não?”, comentou.

Quem não gostou nada desta possibilidade foi a EPFL. Isso porque o aumento de 16 times na competição representaria o acréscimo de 16 jogos na competição e, consequentemente, pelo menos quatro dias a mais de torneio, o que resultaria na perda de datas para as ligas europeias.

Olsson também manifestou a preocupação da EPFL com o desgaste dos jogadores, que, com a ampliação da Copa do Mundo, teriam menos tempo de descanso. “A Fifa parece estar em busca de expansão. Mas é hora das pessoas pensarem nos atletas. Eles precisam de tempo para descansar. Não pode ser apenas o dinheiro decidindo como o futebol deveria ser organizado”, considerou.

O presidente da EPFL lembrou ainda que as ligas europeias já cederam aos apelos da Fifa sobre a alteração das datas previstas para a realização da Copa em 2022. Por causa do intenso calor que faz no Catar no meio do ano, esta edição do Mundial será especialmente realizada entre novembro e dezembro, o que obrigou os clubes e as ligas da Europa a se adaptarem.

“Nós já fomos flexíveis ao permitir que a Copa do Mundo seja disputada no inverno (do Catar) e concordamos com as datas”, apontou. “Nós não estamos preparados para que a duração da Copa do Mundo seja maior.”

Blog com Jornal do Brasil

Eliminação do Barcelona é comemorada na Argentina por causa de Messi
   13 de abril de 2018   │     0:01  │  0

Messi não esconde a decepção com a eliminação do Barcelona na Champions
Messi não esconde a decepção com a eliminação do Barcelona na Champions (Foto: ANDREAS SOLARO / AFP)

 

Os argentinos não demonstraram qualquer tristeza com a eliminação do Barcelona nas quartas de final da Liga dos Campeões. A justificativa é uma só: Lionel Messi estará menos sobrecarregado. Há dois meses da Copa do Mundo da Rússia, o país hermano só pensa em ver seu principal craque bem fisicamente para brigar pelo segundo título mundial da Argentina. O jornal “Olé” colocou o camisa 10 em sua capa e deixou clara a “boa notícia para seleção” por ele não precisar atuar em mais três partidas pela Champions League.

“A eliminação de Barcelona significou boas notícias para essas terras. Porque olhando para o copo meio cheio, Leo Messi virá com três jogos a menos na Copa do Mundo na Rússia”, diz o jornal desportivo, que ainda afirma que “para o Campeonato Espanhol, a última rodada será em 19 de maio contra o Real Sociedad, possivelmente já com o título no bolso. A estreia da Argentina na Copa do Mundo será em 16 de junho contra a Islândia. Sim, quase um mês de intervalo. Vital para descansar e recarregar rosto para o Mundial da Fifa”.

O jornal “La Nación” também compartilhou da mesma ideia que o “Olé” e comemorou os dias de descanso que Messi terá a mais para o Mundial da Rússia.

“Boas notícias para a Argentina: Messi, eliminado. Atrás do impacto emocional da eliminação do Barcelona, ​​com tudo, o que isso implica para a alma competitiva de Lionel Messi, vem à tona os interesses da seleção argentina. A classificação de Roma para as semifinais da Liga dos Campeões foi a melhor notícia para Jorge Sampaoli. O craque virá com menos jogos sobre os ombros e sem correr muitos riscos a partir daqui a 16 de junho, quando a estreia Albiceleste será contra a Islândia. A partir de agora, Messi só pensará na Liga de Espanha e na final da Copa do Rei contra o Sevilla”, diz o jornal.

O diário “Clarín” também atenta por esse aspecto de Messi e da seleção Argentina, que ganhará muito com o descanso do sei camisa 10.

Blog com EXTRA

Estado Islâmico promete um ‘mar de sangue’ na Copa
   7 de abril de 2018   │     7:53  │  1

Rússia – As autoridades policiais da Rússia estão em alerta máxima para a Copa do Mundo, que começa em junho. O grupo terrorista Estado Islâmico já avisou que vai transformar o maior evento do futebol num ‘mar de sangue’.

De acordo com o jornal britânico ‘The Mirror’, o grupo radical já mapeou alguns locais da Rússia para fazer seus ataques e pretende usar drones armados para realizar seus ataques.

Outra tática do EI é a utilização de homens-bomba nas suas ações. Eles também prometem técnicas diferentes para poder ludibriar as autoridades locais.

As ameaças do Estado Islâmico começaram desde o ano passado, quando utilizaram montagens com Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo sendo ‘degolados’ por seus membros.

Blog com O DIA