Category Archives: Conmebol

Athletico/PR é notificado pela Conmebol por doping de Thiago Heleno e Camacho
   15 de maio de 2019   │     0:01  │  0

Thiago Heleno foi flagrado no antidoping

Thiago Heleno foi flagrado no antidoping (Foto: Divulgação)

 

A Conmebol notificou o Athletico Paranaense após Thiago Heleno e Camacho serem pegos no antidoping no jogo contra o Tolima, em 9 de abril, pela fase de grupos da Libertadores. A Comissão Antidopagem da entidade flagrou a dupla por uso de um complemento nutricional.

O zagueiro foi suspenso preventivamente pela entidade. Já o volante aguarda a contraprova. O prazo máximo desta suspensão é de 60 dias a contar da notificação. Heleno já desfalcou o Athletico contra o Jorge Wilistermann, na Bolívia, e Boca Juniors, na Bombonera, após a notificação. Os jogadores e o clube podem recorrer e explicar a situação.

Destaque da equipe, o volante Bruno Guimarães tomou a suplementação indicada pelo departamento de nutrição do clube e foi preventivamente afastado. Ele foi retirado do jogo de última hora, por precaução. O clube, entretanto, havia divulgado à imprensa que o jogador tinha gripe e febre.

Já o meia João Pedro, agora emprestado ao Paraná, fez exames complementares e foi liberado para jogar.

De acordo com o UOL, a substância não identificada leva entre 5 a 7 dias para ser eliminada pelo corpo. João Pedro chegou a desfalcar o Paraná contra O CRB.

Para este caso, o clube não corre nenhum risco de punição. As penas são individuais. O Athletico e o Paraná preferiram não se manifestar até o momento.

Blog com EXTRA

Sem Abel, Felipão, Levir e Renato, Conmebol faz reunião com treinadores da Liberta
   21 de março de 2019   │     0:02  │  0

Apenas dois brasileiros compareceram ao evento na Conmebol (Foto: Reprodução)

 

Na última terça-feira a Conmebol promoveu uma reunião, em sua sede no Paraguai, com os treinadores das equipes que disputam a fase de grupos da Copa Libertadores. O evento contou com baixa adesão dos clubes brasileiros. Apenas os técnicos Mano Menezes, do Cruzeiro e Tiago Nunes, do Athletico-PR compareceram. Odair Hellmann e Renato Gaúcho enviaram auxiliares, enquanto Levir, Felipão e Abel estiveram ausentes e sem representantes.

No evento, os técnicos das equipes sul-americanas tiveram a oportunidade de debater sobre a Libertadores deste ano, o regulamento, além de outros detalhes como o VAR, controle antidoping e assuntos comerciais. O primeiro brasileiro a falar foi Mano Menezes, que analisou a formação dos treinadores e jogadores na América do Sul.

“Buscamos uma formação quase que de maneira individual, baseada nas nossas convicções e ideias. Penso que devemos caminhar para dar uma direção nesta formação. Hoje buscamos formar jogadores que saibam interpretar o jogo, com menor interferência do treinador, pois não há como interferir muito durante os 90 minutos. Não podemos tirar a liberdade, capacidade e naturalidade que o jogador precisa ter dentro de campo”, ressaltou.

Os treinadores também puderam fazer apontamentos e sugestões sobre a atual situação do futebol sul-americano. Jorge Almirón, do San Lorenzo, criticou a situação de alguns gramados e pediu melhorias. Já as críticas de Miguel Russo, do Alianza Lima, do Peru, foram sobre a logística das equipes como visitantes.

Atual treinador do Jorge Wilstermann, da Bolívia, Miguel Ángel Portugal pediu punições mais severas em casos de discriminação por parte dos torcedores. Na última rodada do Campeonato Boliviano, o brasileiro Serginho sofreu insultos racistas e abandonou a partida.

Ainda no evento, Marcelo Gallardo, treinador do River Plate, foi premiado pela Conmebol como o treinador campeão de 2018, já que conquistou o título da Libertadores com a equipe argentina.

Blog com Gazeta Press

Tribunal da Conmebol multa clubes chilenos em US$ 15 mil
   28 de fevereiro de 2019   │     0:01  │  0

Conmebol divulgou lista com falhas de clubes nas inscriçõesConmebol divulgou lista com falhas de clubes nas inscrições para a Libertadores da América (Foto: Reprodução)

O Tribunal Disciplinar da Conmebol anunciou multa de US$ 15 mil (R$ 57 milhões na cotação da última quinta-feira) aos clubes chilenos por erros nas inscrições para a Libertadores e Copa Sul-Americana. Colo Colo, Unión La Calera, Universidad de Chile, Palestino, Unión Española e Deportes Antofagasta foram os multados.

Ontem, a entidade maior do futebol sul-americano também divulgou lista de falhas nas inscrições em que oito clubes brasileiros aparecem: Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Chapecoense, Corinthians, Fluminense, Santos e São Paulo. Ainda não há punição oficial para estes.

A Federação Chilena assumiu para si a culpa pela perda de prazo de seus clubes. Dentre os chilenos, o La Calera eliminou a Chapecoense e o Deportes Antofagasta será o adversário do Fluminense na primeira fase.

A CBF se pronunciou por meio de nota oficial, informando “que as listas de inscrição das equipes brasileiras na Copa Libertadores e Copa Sul-Americana foram recebidas dos clubes, assinadas e encaminhadas à Conmebol dentro dos prazos estabelecidos em regulamento”.

Blog com EXTRA

Proposta da Conmebol de Mundial com 14 clubes rivaliza com a Fifa
   25 de fevereiro de 2019   │     0:03  │  0

Reunida no Rio na última quinta-feira, a força-tarefa que discute o futuro do Mundial de Clubes da Fifa não chegou a um consenso sobre o melhor formato para a competição, mas estabeleceu o dia 4 de março como prazo para finalização das propostas a serem enviadas ao Conselho da entidade. A reunião que votará o projeto será em Miami, em 15 de março.

Nesse contexto, Conmebol rivaliza com a ideia da Fifa. E nisso entram não só o número de participantes, mas também a periodicidade da competição.

Por parte da entidade sul-americana, o ideal é que o Mundial ocorra anualmente, em dezembro. A Fifa defende algo de quatro em quatro anos, em junho.

Pela Conmebol, o número de participantes tem que ser 14, com três vagas para europeus, três para sul-americanos, duas para África, Ásia e América Central/Norte, além da unitária para a Oceania e outra para o país anfitrião.

A Fifa quer 24 times, sendo oito europeus e cinco sul-americanos. Na força-tarefa, há uma discussão sobre a viabilidade de implementação das mudanças para o Mundial já em 2021. Até porque seria necessário ajustar os calendários das respectivas confederações para alocar um evento desse porte.

A discussão até 4 de março é justamente para levar ao Conselho algo que seja viável diante desse cenário. A UEFA entende que é possível realizar um Mundial com 14 participantes em um futuro mais próximo, mas, justamente sob o argumento do calendário, faz força para as mudanças só se concretizem em 2025.

Blog com EXTRA

Conmebol diz que 8 brasileiros são investigados na Libertadores e Sul-Americana
   23 de fevereiro de 2019   │     0:01  │  0

Imagem relacionada

 

A Conmebol confirmou que 21 clubes são alvos de investigação do seu tribunal disciplinar por problemas ocorridos nas listas de inscritos das suas duas principais competições de clubes. São oito brasileiros, sendo eles o Atlético Mineiro e o São Paulo na Copa Libertadores, além de Botafogo, Santos, Bahia, Fluminense, Corinthians e Chapecoense, todos esses na Sul-Americana.

“21 clubes participantes da Libertadores e da Sul-Americana apresentaram erros nas etapas de envio de listas de jogadores. Diante dessa situação, a Conmebol atuou diligentemente e, de acordo com os procedimentos regulamentares, encaminhou esses erros ao Tribunal Disciplinar para estudo e consideração. Portanto, enquanto o Tribunal Disciplinar não tomar uma decisão sobre o assunto, a competição continua normalmente”, anunciou a Conmebol, em comunicado.

A entidade destaca que a responsabilidade pelos eventuais erros é todos dos clubes e das federações nacionais. “A apresentação no tempo e na forma das listas de jogadores é de responsabilidade exclusiva dos clubes e associações membros, e em nenhum caso atribuível à Conmebol”, disse.

Os clubes sob investigação na Libertadores são Atlético Mineiro, São Paulo, Universidad de Chile, Palestino e Libertad. Já os da Sul-Americana são Botafogo, Santos, Bahia, Fluminense, Corinthians, Chapecoense, Colo-Colo, Deportes Antofagasta (Chile), Unión La Calera (Chile), Unión Española (Chile), Sol de América (Paraguai), Independiente de Campo Grande (Paraguai), Deportivo Santaní (Paraguai), Guaraní (Paraguai), Estudiantes de Mérida Fútbol Club (Venezuela) e Zulia (Venezuela).

Antes mesmo do anúncio da Conmebol, a Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile havia revelado a investigação. Mas assumiu a responsabilidade para si no caso dos seus filiados alvos do tribunal, apontando que cometeu um erro no envio da lista de inscritos dos clubes.

Neste ano, um time já foi punido pela utilização de um jogador irregular na Libertadores. O Barcelona de Guayaquil acabou sendo sancionado com um placar desfavorável de 3 a 0 numa partida em que havia vencido o uruguaio Defensor por 2 a 1 pelo uso do colombiano Sebastian Perez. Posteriormente, o clube equatoriano foi eliminado da competição.

Agora, diante do novo incidente, pediu a paralisação da Libertadores. A Conmebol defende, porém, que o caso é diferente. “É importante ressaltar que o caso do jogador Sebastián Pérez do Club Barcelona é substancialmente diferente, considerando que os regulamentos da Fifa relativos ao registro do referido jogador não foram cumpridos. Neste caso, o Club Barcelona o incluiu em sua lista de boa fé, apesar de ainda estar registrado na Federação Mexicana de Futebol de acordo com a decisão dos órgãos judiciais”, afirma.

ESTADÃO Conteúdo