Category Archives: CLUBES

No campo e no mercado: Fla vive dias de definição antes de retorno no Brasileiro
   16 de julho de 2018   │     0:03  │  0

Ricardo Lomba, Carlos Noval e Eduardo Bandeira: trio à frente do futebol do Flamengo tenta fechar reforço até o final da semana (Foto: Marcelo Baltar)

Ricardo Lomba, Carlos Noval e Eduardo Bandeira: trio à frente do futebol do Flamengo tenta fechar reforço até o final da semana (Foto: Marcelo Baltar)

Na próxima quarta-feira, o Flamengo volta ao Maracanã com promessa de casa cheia. Vai defender a liderança contra o São Paulo, vice-líder do Brasileiro, quatro pontos atrás do Rubro-Negro. Na reta final da preparação o técnico Mauricio Barbieri define os substitutos de quem saiu e quem foi suspenso. Fora das quatro linhas, o desafio também é grande. Ainda sem definição no esforço para contratar Ryan Babel, a direção quer definir alvo para o ataque até o fim da semana.

Entre idas e vindas da negociação, Flamengo e o Besiktas conversam há duas semanas. O Rubro-Negro não pretendia elevar muito a proposta de cerca de 4 milhões de euros pelo atacante de 31 anos – a proposta final não deve subir mais de 1,5 milhão de euros. Com mais um ano de contrato no clube turco, Babel demonstrou interesse em defender o time brasileiro.

A negociação foi conduzida pelo diretor geral Bruno Spindel, que viajou para a Turquia com um dos advogados do clube. Nem Spindel nem o vice-presidente de futebol Ricardo Lomba comentam a negociação. Mas, na Gávea, já se discute o plano B – provavelmente outro jogador estrangeiro – em caso de insucesso por Babel. A ideia é ter o alvo definido, com proposta em mãos, até o fim da semana.

Outras contratações não estão descartadas – antes uma das prioridades, reforço para a zaga está um pouco distante dos planos do Flamengo neste momento. Nas laterais, com a manutenção dos quatro disponíveis – embora Rodinei tenha sondagens frequentes do mercado do exterior -, a direção avalia com mais critério ainda os nomes do mercado.

O volante Willian Arão ainda tem permanência incerta no Flamengo. Depois de proposta do futebol japonês e de interesse do Internacional e do Santos, o volante recebeu oferta do Olympiacos, conforme informação publicada pelo site “UOL”, mas os valores não agradaram ao Rubro-Negro. A janela grega apenas acabou de abrir (fecha no fim de agosto) e os representantes do jogador, que estão na Europa, ainda podem trazer nova oferta por Arão.

Blog com Globoesporte

 

Fundo americano assume o Milan e promete investir R$ 226 milhões
     │     0:02  │  0

Resultado de imagem para escudo do milan

 

Excluído de competições europeias por dois anos, o Milan teve uma grande mudança na sua gestão. O fundo de investimentos americano Elliott Management assumiu o controle do clube italiano por causa de uma dívida. A organização apropriou-se do gigante porque o empresário chinês Li Yonghong, que comprou o clube em 2017, não pagou um empréstimo de mais de 300 milhões de euros aos americanos.

Em baixa e sem conquistar títulos importantes nos últimos anos, o Milan tenta se reerguer para duelar com a Juventus. O rival anunciou a contratação de Cristiano Ronaldo e vem mantendo a hegemonia no futebol italiano. Em um comunicado, os novos donos do clube rossonero prometeram um investimento inicial de 50 milhões de euros, cerca de R$ 226 milhões na cotação atual.

– Começa um novo capítulo para o Milan. Como primeiras medidas, o Elliott pretende injetar 50 milhões de euros para equilibrar as finanças do clube. Além disso, planeja injetar mais capital ao longo do tempo, para continuar a financiar a transformação do Milan – diz um trecho da nota.

Em abril de 2017, o Milan foi vendido por 740 milhões de euros (R$ 2,5 bilhões na cotação da época). A negociação representou o fim da era Berlusconi, que era presidente do clube desde 1986. A venda, porém, teve graves consequências e culminou com a punição da Uefa um ano depois.

O Milan foi excluído das competições europeias por violar as regras do Fair Play financeiro da Uefa. O clube só poderá voltar a disputar qualquer competição da organização na temporada 2020/21.

Blog com Globoesporte

São Paulo cumpre planejamento e enxuga elenco para o 2º semestre
     │     0:01  │  0

Antes da pausa para a Copa do Mundo, em planejamento elaborado por diretoria e comissão técnica, o São Paulo decidiu reduzir o elenco para o segundo semestre. A ideia era minimizar uma eventual insatisfação dentro do grupo, que poderia ser causada pelos jogadores ociosos e com pouca perspectiva de serem utilizados.

E o clube tem cumprido à risca o seu programa. Há pouco tempo, o Tricolor tinha 35 atletas em seu plantel. Esse número caiu para 29 nos últimos dias, aproximando-se do que é considerado o ideal pelo técnico Diego Aguirre.

Só nesta semana três jogadores foram negociados. Fora dos planos do treinador uruguaio, os laterais Bruno e Júnior Tavares foram emprestados para Bahia e Sampdoria-ITA, respectivamente. Ao passo que Marquinhos Cipriano, que chegou a integrar o time principal neste ano, foi vendido para o Shakhtar Donetsk-UCR.

O jovem atacante Bissoli, utilizado em apenas dois jogos no ano, também já não faz mais parte do elenco. Promovido ao profissional no fim de 2017, o jogador voltou a trabalhar em Cotia, ficando à disposição do técnico Orlando Ribeiro, do time sub-20.

Antes, o clube já havia descartado o retorno de Maicosuel, que não teve o contrato de empréstimo renovado com o Grêmio. Atualmente, o meia-atacante de 32 anos procura uma equipe para atuar no restante da temporada. Há ainda a possibilidade de o peruano Cueva deixar o Tricolor, que aguarda uma boa oferta para negociá-lo após sua participação no Mundial da Rússia.

Algumas saídas, contudo, não estavam dentro dos planos do clube. Casos das transferências de Valdívia e Marcos Guilherme para o futebol árabe. O São Paulo, entretanto, não tinha o controle da situação, já que ambos estavam atuando sob contrato de empréstimo.

Já a venda de Petros para o Al Nassr-SAU, embora não estivesse no planejamento do São Paulo, não foi tratada com lamúrias. Isso porque o clube arrecadou R$ 22,1 milhões e lucrou quase R$ 10 milhões com o investimento feito no meio do ano passado. Além disso, o atleta havia perdido espaço na equipe para Hudson, que ainda tem Liziero e Araruna como reservas.

Mesmo com as inesperadas saídas, a diretoria tricolor agiu rápido para repor as peças perdidas. Assim se deu com as contratações de Joao Rojas e Bruno Peres. O primeiro chega para dar opção pelas pontas, enquanto o segundo é uma precaução para uma eventual saída de Éder Militão, que pode ir para a Europa tanto no meio deste ano quanto no início de 2019.

“Eu acho que o grupo está forte, a diretoria montou um grupo forte. Sabíamos das necessidades e procuraram contratar jogadores, que chegam para nos fortalecer mais ainda. A gente espera seguir com o trabalho que vem sendo feito, com muita entrega, muita vontade. Estamos no caminho certo”, analisou o zagueiro Anderson Martins.

Blog com Gazeta Press

Site turco diz que Flamengo desistiu da contratação do holandês Ryan Babel
   15 de julho de 2018   │     0:04  │  0

 

A novela Ryan Babel, (foto acima/Twitter/Besiktas), parece que não vai ter um desfecho positivo para o Flamengo. De acordo com informações do site turco “Fotomac”, o Rubro-Negro desistiu da contratação do atacante holandês por conta da demora do Besiktas em responder a proposta.

Proposta essa, que segundo a imprensa turca, é de 7 milhões de euros (cerca de R$ 31,5 milhões) em três parcelas. Com Babel, o clube carioca já tinha tudo acertado. Ele assinaria por três temporadas e receberia 2,1 milhões de euros (cerca de R$ 9,4 milhões) por ano.

Babel chegaria ao Flamengo para o lugar de Vinicius Júnior, que se transferiu para o Real Madrid. Até o momento, para a sequência da temporada, o Rubro-Negro só contrato o atacante colombiano Fernando Uribe.

Blog com EXTRA

Cueva entra na mira de EUA e Rússia e pode nem jogar mais pelo São Paulo
     │     0:03  │  0

Cueva voltou ao CT nessa segunda-feira, mas pode nem jogar mais pelo São Paulo (Érico Leonan/saopaulofc.net)

Cueva voltou ao CT nessa semana, mas pode nem jogar mais pelo São Paulo (Érico Leonan/saopaulofc.net)

 

Cueva se reapresentou no CT da Barra Funda, mas, de acordo com o que os dirigentes e os responsáveis pela carreira do meia desejam, está realmente vivendo os seus últimos dias no São Paulo. A intenção de todos os envolvidos é acelerar as negociações que estão ocorrendo e, entre os clubes que mostraram interesse, aparecem o Krasnodar, da Rússia, e o Orlando City, dos Estados Unidos.

A informação sobre as conversas com Krasnodar e Orlando City foi dada inicialmente pelo Globo Esporte e confirmada pelo LANCE! Os valores são mantidos sob sigilo e as duas equipes não são as únicas que mantêm contato com Tricolor e os representantes do peruano. Mas, por enquanto, os outros interessados também não devem ser revelados.

Há uma clara intenção entre os envolvidos nas negociações de acelerar as conversas o máximo possível. O cenário ideal é que Cueva nem volte mais a campo pelo clube. A própria comissão técnica está ciente desde maio, pelo menos, de que não deve colocar o camisa 10 nos planos.

Além de Krasnodar e Orlando City, o Independiente, da Argentina, também quer Cueva. O interesse dos argentinos tornou-se público, mas, de acordo com o jornal Olé, o clube não pode oferecer mais do que US$ 6,5 milhões (quase R$ 25 milhões), bem abaixo do que o São Paulo pretende. E o Tricolor tem contrato com o meio-campista até junho de 2021.

Desde o início do ano, os dirigentes do São Paulo e os responsáveis por cuidar da carreira de Cueva tinham convicção de que a Copa do Mundo seria a vitrine ideal para uma negociação, dois anos depois de ele chegar ao Morumbi. Apesar de o desempenho na Rússia ter sido bem abaixo do esperado (o meia perdeu até pênalti), a meta de valor estipulada sempre foi de 8 milhões de euros (R$ 36 milhões) e, agora, o objetivo é perto de US$ 10 milhões (quase R$ 39 milhões).

A diretoria do São Paulo tem tranquilidade no momento por crer que a situação tem sido tocada com transparência por todos os envolvidos. O Tricolor não economizou em negativas às ofertas que chegaram em 2018: já ocorreram sondagens da Rússia, uma oferta de 7 milhões de euros (R$ 27,8 milhões na época) do Al-Hilal, da Arábia Saudita, e uma proposta oficial veio da China, com valor superior, mas forma de pagamento que não agradou ao próprio jogador.

Blog com LANCE