Category Archives: CLUBES

Flamengo pode tirar proveito de estilo tricolor
   24 de março de 2019   │     0:04  │  0

Bruno Henrique elogia forma de jogar do Fluminense (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

 

O Flamengo caprichou na sua preparação para o clássico contra o Fluminense, logo mais às 16h (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pelas semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. O Rubro-Negro precisa de um triunfo para se classificar para as semifinais deste turno, embora já esteja assegurado nas semifinais do Estadual.

Diante deste cenário, o Flamengo deverá adotar uma postura ofensiva no clássico. Uma maneira rápida para encontrar o gol pode ser explorar o estilo de jogo do Tricolor, implementado pelo técnico Fernando Diniz.

Avesso aos chutões, até mesmo quando seu time está jogando no próprio campo, o treinador orienta zagueiros e até mesmo o goleiro a saírem com a bola dominada, sem se livrar dela, mesmo quando a marcação apertar. Uma maneira muito bonita de se ver, mas, na visão de alguns treinadores, muito perigosa, por estar sujeita ao erro em um pedaço do gramado delicado para o sistema defensivo.

Os jogadores do Flamengo prometem ficar atentos e aproveitarem qualquer oportunidade que surja por conta disso.

“A posse de bola é um estilo do time deles, que o treinador colocou e fez o Fluminense mudar a maneira de jogar. Está de parabéns. Eles jogam até mesmo com o goleiro. Temos que seguir trabalhando do nosso jeito e se a oportunidade aparecer temos que tentar matar o jogo”, disse o atacante Bruno Henrique.

O Flamengo teve uma experiência ruim quando enfrentou o Fluminense este ano. Nas semifinais da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, o Triocolor eliminou o rival com um triunfo por 1 a 0, com um gol de Luciano nos acréscimos do segundo tempo.

O time para o clássico foi definido pelo técnico Abel Braga, mas, só será divulgado momentos antes do clássico começar. O treinador não cogita a possibilidade de poupar titulares justamente por não estar com a vaga nas semifinais da Taça Rio assegurada.

Patrocínio

Fora de campo a diretoria, como era previsto, anunciou nesta sexta-feira o banco digital BS2 como seu novo patrocinador master. Os dirigentes esperar arrecadar cerca de R$ 30 milhões até 2020, quando se encerra o vínculo. O valor é menor do que o Flamengo recebia com a Caixa Econômica Federal, que deixou de investir em futebol, mas pode ser maior dependendo o desempenho em campo. O contrato só entrará em vigor após análise e aprovação do Conselho Deliberativo.

Blog com Gazeta Press

Bangu vence o Vasco e está na semifinal
     │     0:01  │  0

Yago Pikachu participou normalmente do treino até sofrer o choque na cabeça
Yago Pikachu participou normalmente do treino até sofrer o choque na cabeça (Foto: Rener Pinheiro/MoWA Press)

 

O Vasco ganhou um desfalque de última na derrota de ontem por 2 x 1 para o Bangu, em São Januário. O lateral-direito e meia Yago Pikachu sofreu um choque na cabeça durante o treino de sexta-feira, no Clube de Aeronáutica, e foi retirado da lista de relacionados do jogo válido pela última rodada da fase de grupos da Taça Rio.

O jogador teve uma concussão e perdeu a consciência devido ao impacto. Em seguida, acordou. Mesmo assim, foi encaminhado ao hospital, onde os exames não detectaram nenhuma anormalidade. Ainda assim, o departamento médico do clube optou por seguir o protocolo de concussão da Fifa, de evitar atividades físicas por 72h, e tirá-lo do jogo.

Essa é a segunda vez que Yago Pikachu sofre pancada na cabeça grave o suficiente para tirá-lo de ação. Ano passado, contra o Sport, na reta final do Brasileiro, ele sofreu pancada no começo do primeiro tempo e foi substituído.

Com isso, Rossi deverá seguir como titular da equipe do técnico Alberto Valentim. O atacante, que fez boa partida contra o Resende, vai ganhando sequência de jogos e pontos para permanecer no time mesmo depois do retorno de Pikachu.

Blog com EXTRA

Flamengo anuncia banco como patrocinador master de camisa e espera receber R$ 30 milhões por ano
   23 de março de 2019   │     0:04  │  0

O presidente Rodolfo Landim (C) após o acerto para patrocínio em camisa do Flamengo
O presidente Rodolfo Landim (C) após o acerto para patrocínio em camisa do Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

 

O Flamengo anunciou o acerto com seu novo patrocinador master. É o Banco BS2, com um acordo vai até dezembro de 2020. O clube espera uma arrecadação anual superior a R$ 30 milhões, um valor ultrapassaria em 20% o contrato que o clube tinha com a Caixa Econômica Federal, que era de R$ 25 milhões. Mas o valor fixo é de R$ 15 milhões.

O acordo pressupõe o pagamento de um valor fixo, acrescido da participação do clube na venda de produtos do BS2. Porém, o contrato só entrará em vigor após análise e aprovação do Conselho Deliberativo, a ser convocado nos próximos dias.

– Desenvolvemos esse modelo de contrato com o BS2 porque, além de conhecer a seriedade e a qualidade dos serviços do Banco, sabemos a força da Nação rubro-negra. Tenho certeza que a nossa torcida vai abraçar esta parceria – diz o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim.

Desde que a Caixa encerrou a parceria com o clube, além de outros times do Brasil, o Flamengo buscava um novo patrocinador master. A dificuldade de substituir à altura o espaço mais nobre de seu uniforme se deveu principalmente ao incidente que deixou dez jovens da base mortos, no Ninho do Urubu.

Em janeiro, o Flamengo já havia renovado contrato com a MRV, que ocupa as costas da camisa, em um acordo que lhe rende R$ 20 milhões pelos próximos dois anos. Além dela, fechou novo acordo com a Universidade do Brasil, que ocupa espaço pequeno na parte frontal da camisa, por R$ 3,7 milhões. E a Multimarcas, empresa de imóveis e veículos, que paga R$ 6 milhões na parte de trás da camisa.

A meta do clube baseada em orçamento é de R$ 107 milhões em 2019. O valor é semelhante ao destinado para a contratação dos reforços, principalmente Arrascaeta.

Blog com EXTRA

 

Ronaldo assume função de ‘ladrão de bola’ de Cuéllar e cresce no Flamengo
   22 de março de 2019   │     0:04  │  0

Ronaldo terá sequência entre os titulares de Abel Braga no Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Ronaldo terá sequência entre os titulares de Abel Braga no Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

 

As ausências de Cuéllar, titular do Flamengo, e seu reserva imediato, Piris da Motta – convocados pela Colômbia e Peru, respectivamente -, serviram como brecha para Ronaldo, volante que esteve perto de deixar o clube no início de 2019. Agora, o camisa 16 quer aproveitar a sequência no time para firmar-se como uma opção importante a serviço de Abel Braga para o restante do ano.

Sem os gringos, o técnico escalou Ronaldo pela primeira vez na equipe tida como titular, atuando à frente dos zagueiros Rodrigo Caio e Léo Duarte e protegendo as subidas dos meias Willian Arão, Diego e Everton Ribeiro. A função foi cumprida com excelência diante do Madureira, quando o jovem realizou nove desarmes – sendo sete certos de acordo com o site “Footstats” – herdando o papel de ladrão de bolas da equipe, que costuma ser de Cuéllar.

A participação de Ronaldo com as bolas nos pés também foi alvo de elogios por parte do comandante. O camisa 16, por exemplo, acertou 88 dos 89 passes, e já foi escalado para o clássico de domingo, contra o Fluminense, no Maracanã.

– Distribuiu bem o jogo, rodou bem a bola. Está pedindo passagem. O Cuéllar é um ídolo, sabemos da sua importância, mas o Ronaldo provou que pode ser útil. Jogará domingo, não tenha dúvida – adiantou Abel após a vitória da última terça.

Blog com Terra Esportes

Rescisão livrará Fluminense de contrato incômodo com concessionária do Maracanã
     │     0:03  │  0

Torcida do Fluminense no MaracanãTorcida do Fluminense no Maracanã (Foto: Divulgação)

O Fluminense tem mais motivos para ver com bons olhos o rompimento do contrato de concessão do Maracanã do que a mera oportunidade da “participação mais ativa dos clubes do Rio na administração do estádio”, como citou no início da semana. A avaliação se dá porque a medida do governo do Rio desatará um nó que causa a “sangria” tricolor quando se fala no resultado financeiro das partidas.

Se o contrato com a concessionária vai para o lixo, o mesmo acontecerá com o quarto aditivo, documento firmado entre o Flu e a Odebrecht que rege a atual relação entre as partes. O acordo implicou ao Fluminense gastos que ele não tinha no contrato original. Enquanto a concessionária se responsabilizou pelas contas de luz, água e esgoto, o Flu passou a pagar R$ 100 mil de aluguel por partida e assumiu custos operacionais.

Em 2018, o Flu acumulou déficit de R$ 3,4 milhões no resultado operacional das 24 partidas como mandante no Maracanã. Em 2019, tirando o jogo contra o Antofagasta, cujo borderô não foi divulgado pela Conmebol, o prejuízo é de R$ 1,4 milhão em seis jogos: média de R$ 240 mil por partida.

O presidente do clube na época em que o documento foi assinado era Peter Siemsen. Ele explicou o intuito do contrato, lembrando que a concessionária não tinha reassumido o estádio após a Rio-2016 e até o Flamengo estava sem casa.

— O Fluminense precisava jogar no Maracanã. Enquanto a concessionária não retomava a administração, assinamos um aditivo para que o clube pudesse jogar operando as partidas. O contrato foi assinado por um curto período porque era preciso jogar — disse Peter.

No plano original, o quarto aditivo foi feito para valer de 1º de outubro a 31 de dezembro de 2016 e o contrato poderia ser prorrogado até 31 de março de 2017.

Por outro lado, a concessionária tem até 19 de abril para deixar o estádio. Depois disso, o governo pretende dar permissão de uso a alguma empresa. A Ferj surge como favorita.

Blog com EXTRA