Category Archives: Clubes Alagoanos

Negociação com volante Yuri sem avanços no CSA
   11 de julho de 2020   │     20:25  │  0

Barbarotti disse que negociação com Yuri esfriou — Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

Barbarotti disse que negociação com Yuri esfriou — Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

A negociação do CSA com o volante Yuri também foi tema da entrevista coletiva da última sexta-feira. O executivo de futebol, Marcelo Barbarotti, falou sobre o interesse no jogador do Bahia.

Durante a apresentação do lateral Igor Fernandes, o dirigente foi perguntado como andam as conversas com o volante, que defendeu o Azulão em 2018.

– Em relação ao Yuri, a gente está numa construção dessa negociação, mas é um modelo de negócio que precisa estar um pouco melhor pra gente poder entrar nele. (Tudo) relacionado à questão financeira, ao tipo de negociação com o Bahia…. A gente iniciou uma conversa e ela tomou um outro rumo no sentido contratual.

“É uma situação que ela se iniciou, esquentou e agora está mais fria. Mas no decorrer dos dias a gente vai dar um posicionamento em relação a isso”

Barbarotti fez um alerta sobre a situação financeira do Azulão e antecipou qual é a política de contratações adotada pelo clube.

– Hoje o CSA, assim como os outros clubes, precisa pensar um pouco mais com segurança na parte financeira. A gente vai ser um pouco mais assertivo, vai fazer poucas contratações. Talvez, a gente não traga quatro ou cinco atletas, a ideia é priorizar um pouco mais alguns setores – falou o dirigente, destacando que o momento exige cautela.

Blog com Globo Esporte/AL

FAF tenta reiniciar o estadual sem rebaixamento
     │     7:30  │  1

 

Dirigentes dos times da Primeira Divisão do Alagoano fizeram uma reunião por videoconferência, com o comando da FAF. O objetivo foi achar uma data para retomar o campeonato estadual ainda neste mês, antes do Brasileiro.

No encontro, 22 e 25 de julho foram os dias considerados possíveis para o reinício do estadual, mas ainda não há uma definição.

A Federação Alagoana de Futebol (FAF) trabalha nos bastidores para viabilizar a competição. Até discutiu questões que pudessem ajudar os clubes do interior a remontar seus times e sugeriu que todos voltassem a treinar na próxima semana.

Uma das propostas é não rebaixar nenhum clube. Pelo regulamento do estadual, o último colocado deste ano cairia para a Segunda Divisão.

– Na reunião, os dirigentes já acenaram positivamente para o não rebaixamento de clubes neste ano; aumentar para 10 o número de atletas da base no elenco profissional; recontratação de atletas para os clubes que perderam jogadores; zerar os cartões (porém com a necessidade de cumprimento de suspensão automática ou em decorrência de punição estabelecida pelo TJD-AL); suspensão do artigo 24 do regulamento; e a implementação de cinco substituições, conforme autorizado pela International Board – diz a nota da federação.

– Estamos mantendo o diálogo com o governo do estado e temos percebido que há possibilidade de liberação em breve do Campeonato Alagoano. Tendo isso em vista, é ideal que os clubes possam estabelecer as programações de trabalho e retorno das atividades de acordo com o protocolo elaborado pela federação e submetido ao governo – comentou o presidente da federação, Felipe Feijó.

Esse cenário de retorno do estadual, no entanto, depende do controle da pandemia no estado e do aval do governo de Alagoas. Por enquanto, ainda não há liberação das autoridades para que o futebol recomece no estado. A federação, por outro lado, está otimista.

O campeonato estadual foi paralisado no dia 16 de março e, desde então, o futebol também está suspenso em Alagoas.

Até agora, apenas CRB e CSA voltaram a treinar no estado. Pensando na Série B do Brasileiro, eles iniciaram a preparação no dia 23 de junho.

Blog com Globo Esporte/AL

Coruripe precisa de apoio financeiro para retornar
   10 de julho de 2020   │     11:56  │  0

Ficheiro:EscudoAACoruripe.png

A Federação Alagoana de Futebol (FAF) discutiu o retorno do campeonato estadual com os oito os clubes participantes.

O Coruripe foi representado pelo vice de futebol, Franciney Joaquim, que falou ao GloboEsporte.com sobre posição do clube em relação a retomada dos jogos em julho. As datas ainda são discutidas.

– O clube entende que a federação tem que retornar a disputa do campeonato, mas, que a FAF precisa auxiliar financeiramente os times que não têm recursos para continuar o estadual. Não é viável pra nós carregar isso sozinhos. A volta não vai ser fácil pra ninguém. – explicou o dirigente.

No Campeonato Alagoano, o Coruripe ocupa a quinta posição, com seis pontos conquistados. O último jogo da equipe antes da paralisação foi a derrota por 4 a 0 para o CSA, no Estádio Rei Pelé, dia 29 de fevereiro.

Blog com Globo Esporte/AL

CRB e CSA preocupados com a logística no retorno
     │     9:57  │  0

A pandemia causada pelo novo coronavírus acendeu um sinal de alerta também para os supervisores de futebol. Com várias restrições nos hábitos do dia a dia e recomendações médicas a serem cumpridas, organizar a logística de uma viagem passou a ser tarefa ainda mais difícil.

Supervisores dos clubes alagoanos na Série B, Marcos Lima Verde, no CRB, e Marcelo de Jesus, no CSA, falaram como preveem o futuro das viagens pelo Brasil. .

Lima Verde disse como o Galo já trabalha esse quesito para sofrer o mínimo possível quando a bola voltar a rolar.

– Quando começar o Brasileiro, por exemplo, os voos não estarão 100% com sua malha aérea funcionando. Hoje, a companhia aérea que opera para a CBF tem apenas três vôos operando em Maceió.

A gente acredita que, com a retomada, a coisa venha a melhorar um pouco, mas no momento inicial a dificuldade será muito grande

A gente acredita que, com a retomada, a coisa venha a melhorar um pouco, mas no momento inicial a dificuldade será muito grande

Marcos Lima Verde organiza as viagens do CRB — Foto: Denison Roma/GloboEsporte.com

Marcos Lima Verde organiza as viagens do CRB — Foto: Denison Roma/GloboEsporte.com

Lima Verde também comentou de que forma a delegação deverá ser acomodada nos hotéis.

– Os hotéis terão que estar adaptados ao novo momento. Existem alguns requisitos, como por exemplo um andar para atletas, um andar para comissão, um andar para diretoria… O ideal, embora a gente acredite que não será usado, é uma pessoa por apartamento. As refeições do clube a gente vai exigir que sejam isoladas dos demais hóspedes… O que a gente deve fazer é evitar contatos com pessoas que não sejam da nossa delegação.

No lado do CSA, o supervisor Marcelo de Jesus foi mais cauteloso. Ele sugeriu aguardar as diretrizes que serão impostas pela CBF, mas também apontou a malha aérea como principal problema a ser encarado nessa retomada.

– Primeiro, temos que esperar da confederação que gerencia o campeonato as planificações dos hotéis. Segundo, a malha aérea. A gente tem uma malha aérea muito instável em Alagoas para sair daqui. Daí, vamos fazer o planejamento normal, com os protocolos de segurança adotados pelo clube e seguir as diretrizes do campeonato. Como a Série B vai reger o deslocamento de delegações, o número de pessoas, como será a distribuição?

A gente vai fazer a nossa programação dentro do protocolo que será exigido pela segurança e seguindo as normas de saúde que são impostas.

Marcelo de Jesus disse que é mais prudente aguardar as diretrizes — Foto: Rafael Brito/GloboEsporte.com

Marcelo de Jesus disse que é mais prudente aguardar as diretrizes — Foto: Rafael Brito/GloboEsporte.com

Blog com Globo Esporte/AL

CSA: Andrigo diz estar adaptado ao clima do NE
   2 de julho de 2020   │     21:00  │  0

Meia do CSA, Andrigo iniciou os treinos no Nelsão — Foto: Augusto Oliveira/ASCOM CSA

Meia do CSA, Andrigo iniciou os treinos no Nelsão — Foto: Augusto Oliveira/ASCOM CSA

O meia-atacante Andrigo chegou ao CSA, mas não teve muito tempo para treinar em campo. O jogador foi anunciado no início de março e logo em seguida começou a quarentena por causa do Novo Coronavírus.

Com a chegada do inverno, o clima fica mais ameno em Alagoas. O gaúcho comentou como está sendo a adaptação ao Nordeste.

– Eu joguei no Sport e no Ceará, estou acostumado e tenho noção da temperatura daqui. Sei como é atuar no futebol nordestino, então não me afeta. Tive a experiência de jogar em Goiânia, que achei bem mais quente – disse Andrigo.

Antes de acertar com o CSA, o meia estava no Figueirense, onde atuou na temporada 2019. Fez 19 jogos e marcou dois gols. A ida dele para Maceió está no planejamento da diretoria azulina de montar um time forte para a Série B.

Andrigo foi revelado no Internacional e jogou lá por quatro anos, entrou em campo 38 vezes e fez seis gols. Aos 25 anos, ele sabe da cobrança que terá em Maceió e aposta na companhia da noiva para uma boa adaptação.

– Minha adaptação aqui foi tranquila. Morei no Nordeste por dois anos, então estou bem acostumado, e gostei da cidade, gostei do clube. Não foi difícil me adaptar. Minha noiva veio comigo e isso ajuda na adaptação para não ficar sozinho.

O meia já defendeu o Atlético-GO, o Ceará, o Sport e o Vitória. Andrigo chegou ao CSA como a 23ª contratação do clube na temporada.

Blog com Globo Esporte/AL