Category Archives: CBF

CBF define retorno do público na Série B do Brasileiro a partir de domingo
   18 de setembro de 2021   │     23:00  │  0

A CBF definiu o retorno do público na Série B a partir deste domingo (25ª rodada) desde que haja decretos municipais liberando os torcedores nos estádios. Assim, o Vasco, que conseguiu autorização da prefeitura do Rio, poderá ter parte da torcida diante do Cruzeiro, depois de amanhã, em São Januário. Para este jogo, o estádio está liberado para 1.000 pessoas. Nesta sexta-feira, o Conselho Técnico da CBF se reuniu virtualmente com os 20 clubes do acesso, e a decisão teve aprovação da maioria dos clubes (14 x 6).

Na reunião, também ficou decidido que as condições para o retorno da torcida e o percentual do público será de acordo com as determinações de cada município. No Rio, por exemplo, a partir do dia 21, os estádios estão liberados em 50% da capacidade total.

Assim como na Série A, a presença de torcida também causou polêmica na Segunda Divisão. O Cruzeiro obteve liminar do Superior Tribunal de Justiça, além de permissão da prefeitura de Belo Horizonte, e já sediou duas partidas com público. Depois dos mineiros, outros três clubes tiveram decisão semelhante da Justiça para mandar suas partidas com público.

O Comitê Técnico da CBF irá se reunir com os clubes da Séria A no próximo dia 28 para definir a situação do público. Uma decisão liminar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que autorizava o Flamengo a ter público diante do Grêmio, no domingo, foi derrubada pela relatoria do caso. O julgamento no Pleno do tribunal será dia 23.

Blog com EXTRA

CBF define regras para volta de torcedores a estádios com testes e vacinação
   18 de agosto de 2021   │     23:30  │  0

A liberação deve começar pelas fases finais da Copa do Brasil e será válida para as Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro.

A CBF divulgou ontem o protocolo para o retorno gradual dos torcedores aos estádios de futebol do Brasil. Pelas regras anunciadas, que precisarão ser aprovadas tanto pelos conselhos técnicos dos campeonatos quanto pelas autoridades sanitárias locais, haverá exigência de testes ou de vacinação completa para as torcidas.

A liberação deve começar pelas fases finais da Copa do Brasil e será válida para as Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro, desde que aprovadas em reuniões extraordinárias dos seus conselhos técnicos. Nas demais competições, a decisão caberá diretamente à diretoria de competições da CBF.

No caso de São Paulo, o governador João Doria afirmou também nesta sexta que deve liberar a presença de torcedores nos estádios a partir de 1º de novembro. Ele não deu detalhes sobre os procedimentos, mas indicou que deve se reunir com a CBF e a Federação Paulista de Futebol (FPF) para anunciar os detalhes.

“O protocolo é o resultado do trabalho de uma equipe multidisciplinar, que pensa em todos os fatores que cercam uma partida de futebol profissional. Ressaltamos que a presença de público depende da anuência das autoridades sanitárias locais. Nosso parecer leva em consideração o contexto atual do Brasil em relação ao combate à covid-19. A qualquer momento, em caso de agravamento das condições da pandemia, este poderá ser modificado ou interrompido, se assim decidido em conjunto pela CBF e pelos clubes envolvidos”, afirmou Jorge Pagura, presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol (CNMF) e líder da Comissão Médica da CBF.

Para definir a quantidade de pessoas liberadas em cada jogo, o cálculo é mais complexo e conta com seis variáveis para definir o que a CBF chama de “taxa de normalidade”: taxa de incidência de casos de covid-19; tendência da taxa de casos novos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias; mortalidade por covid-19 por 1 milhão de habitantes nos últimos 14 dias; tendência da taxa de mortalidade por 1 milhão de habitantes nos últimos 14 dias; letalidade de covid-19 (global); e porcentual da população plenamente vacinada.

“Para a venda de ingressos e o acesso ao estádio, os clubes devem elaborar e apresentar planos operacionais atualizados, já considerando este protocolo”, avisou a CBF. O protocolo prevê ainda o chamado “rastreamento epidemiológico”, ao exigir dos clubes o armazenamento dos dados sanitários dos torcedores para eventual rastreamento.

Blog com informações do Estadão

Jardine dá prioridade à CBF, mas já recebe sondagens no mercado: “Sei bem do meu potencial”
     │     13:00  │  0

André Jardine vai discutir futuro com a CBF — Foto: Atsushi Tomura / Getty Images

André Jardine vai discutir futuro com a CBF — (Foto: Atsushi Tomura / Getty Images)

Na primeira entrevista depois do ouro olímpico em Tóquio, técnico André Jardine participou do podcast “A Sexta Estrela” e falou das emoções do título e também do futuro indefinido.

Campeão olímpico há apenas 11 dias, André Jardine descansa e aproveita a família de volta ao Brasil. Aos 42 anos, o treinador tem situação indefinida com a CBF, que já manifestou, através do coordenador de seleção de base Branco, a intenção de ampliar seu contrato.
A prioridade do treinador é seguir a carreira é da CBF, ele contou no podcast “A Sexta Estrela” – ouça aqui também. Mas ele admite que o telefone já tocou algumas vezes com sondagens de clubes.

– O telefone tem tocado… Sondagens já aconteceram, mas não vou abrir negociação nem ouvir nada enquanto não sentar com o Branco. A prioridade total é da CBF de definir o futuro, fazer a oferta e a sua proposta. A partir do momento que escutar da CBF posso tomar minha decisão pessoal – disse o treinador, que é gaúcho, mas passa alguns dias em São Paulo com a família.

Ele deve retornar ao Rio de Janeiro até o fim da semana e vai se reunir com a direção da CBF, na sede, para ouvir o que se projeta para o sub-20 e para o ciclo olímpico.

A conversa com o treinador apontou para a possibilidade de sondagens de fora da CBF o atraírem. A única experiência dele no profissional foi no São Paulo. Passagem que ele define como frustrante com apenas 15 jogos, com só quatro vitórias, três empates e oito derrotas. Aproveitamento de 33,3%.

Blog com Alexandre Lozetti e Raphael Zarko — Redação do ge – São Paulo e Rio de Janeiro

CBF traça armadilha para tirar Tite da Seleção
   17 de agosto de 2021   │     21:30  │  0

Técnico Tite é alvo de manobra conjunta de Marco Polo Del Nero e Gustavo Feijó, que querem vê-lo fora da Seleção brasileira

Técnico Tite é alvo de manobra conjunta de Marco Polo Del Nero e Gustavo Feijó, que querem vê-lo fora da Seleção brasileira

(Foto: Sergio Moraes / Reuters)

Técnico sofre campanha interna na confederação para deixar o cargo de técnico do Brasil.

Tite divide opiniões quanto a seu trabalho na Seleção brasileira. Há muitos que o defendem e o aprovam e outros que preferiam não vê-lo no comando da equipe. Isso tudo faz parte do jogo. Mas, estranhamente, quando se fala em jogo na CBF nem sempre é o futebol em si que se apresenta. Há outros “jogos” que transitam pelos gabinetes da entidade e a respeito dos quais não existem regras.

Um deles tem como alvo o próprio Tite, seriamente ameaçado de perder seu cargo na Seleção brasileira, mesmo com seu saldo positivo até agora na equipe.

Há poucos dias intensificou-se um processo de fritura de Tite na confederação, manobra arquitetada por Marco Polo Del Nero, banido do futebol pela Fifa em 2018 por acusações de corrupção, e um dos vices da CBF, Gustavo Feijó, alçado recentemente ao posto de dirigente das seleções (masculina, feminina e olímpica).

O Terra apurou que Del Nero, ao indicar Feijó para a nova tarefa, já tinha alinhavado com ele a primeira e mais importante estratégia: minar Tite, com interferências e críticas públicas a seu desempenho na Seleção, o que já vem sendo feito; esperar algum tropeço do time e criar um ambiente para forçar a sua saída.

Del Nero quer assim mandar um recado para o presidente Jair Bolsonaro de que a Seleção brasileira rumaria para o Mundial do Catar, em 2022, sem o atual treinador, que é visto com antipatia pelo chefe da Nação. Espera com isso não ser alvo do governo federal em suas manobras diárias de controle da CBF.

Ex-presidente da entidade, Del Nero determina de seu apartamento, na Barra, todos os passos que devem ser dados pelo presidente interino, coronel Antônio Nunes, que substitui Rogério Caboclo, afastado após ser acusado de assediar sexual e moralmente uma funcionária da CBF. Sem Tite, o banido quer deixar um recado para a Fifa e o futebol brasileiro: “bane tu, bani vós, mas eu continuo”.

Blog com texto de Silvio Barsetti Papo de Arena

 

CBF reajusta calendário da Copa do Brasil e adia partidas do Brasileirão por causa de jogos da seleção
   16 de agosto de 2021   │     22:00  │  0

(Foto: Thais Magalhães/CBF / Agência O Globo)

A CBF anunciou novas datas para as partidas das quartas, semi e final da Copa do Brasil e adiou jogos do Campeonato Brasileiro por causa das eliminatórias da Copa do Mundo. A seleção brasileira joga três partidas na janela da data Fifa que acontece entre 30 e 9 de setembro. A justificativa apresentada é a de não prejudicar os clubes que tiveram jogadores convocados.

O técnico Tite convocou cinco jogadores que atuam no Brasil, são eles: o goleiro Weverton (Palmeiras), os laterais Guilherme Arana (Atlético-MG) e Daniel Alves (São Paulo), o meia Éverton Ribeiro (Flamengo), e o atacante Gabigol (Flamengo).

Dos clubes dos convocados, apenas o Palmeiras não está na fase de quartas de final da Copa do Brasil.

As novas datas estabelecidas pela CBF para a Copa do Brasil são: 15 de setembro (volta das quartas), 20 e 27 de outubro (semifinais) e 8 e 12 de dezembro (final).

Já o Campeonato Brasileiro terá apenas uma rodada entre os dias 30 de agosto e 9 de setembro. No entanto, os jogos de Palmeiras, São Paulo, Flamengo e Atlético-MG serão adiadas. As novas datas ainda não foram divulgadas.

A Seleção Brasileira fará três partidas neste intervalo de tempo. No dia 2 joga em Santiago, contra o Chile. E nos dias 5 e 9 os jogos são em São Paulo e Recife contra Argentina e Peru, respectivamente.

Blog com EXTRA