Category Archives: CBF

CBF destina recursos para clubes e federações
   8 de abril de 2020   │     8:30  │  0

 A  CBF vai destinar valiosos recursos para os clubes e federações, exceto para os participantes da elite e Série B, pelo menos nesse pacote.

– Vivemos um momento inédito, de crise mundial, cuja extensão e consequências ainda não podem ser calculadas. É necessário, portanto, agir com critério e responsabilidade. O nosso objetivo, com essas novas medidas, é fornecer um auxílio direto imediato. Mas, além disso, temos que seguir trabalhando para assegurar a retomada do futebol brasileiro no menor prazo possível, quando as atividades puderem ser normalizadas – disse o presidente da CBF, Rogério Caboclo, ao site da CBF.

Os recursos totalizam R$ 19.120.000,00 e serão destinados da seguinte forma:

  • Para os 68 clubes da Série D, o auxílio individual será de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais), num total de R$ 8.160.000,00 (oito milhões, cento e sessenta mil reais).
  • Para os 20 clubes da Série C, o auxílio individual será de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), num total de R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais).
  • Para os 16 clubes da Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino, o auxílio individual será de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais), somando R$ 1.920.000,00 (um milhão, novecentos e vinte mil reais).
  • Para os 36 clubes da Série A2 do Campeonato Brasileiro Feminino, o auxílio por clube será de 50.000,00 (cinquenta mil reais), com o desembolso total, pela CBF, de R$ 1.800.000,00 (um milhão e oitocentos mil reais).
  • Para as Federações Estaduais, são R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais) por entidade, num total de R$ 3.240.000,00 (três milhões, duzentos e quarenta mil reais).

Blog com Globo Esporte

CBF Social está confirmado para Brasília
   31 de março de 2020   │     0:01  │  0

O Mané Garrincha será anfitrião neste ano do CBF Social. O evento itinerante da Confederação Brasileira de Futebol para fomentar ações de responsabilidade social por meio do esporte, em parceria com a Federação de Futebol do Distrito Federal, estava pré-agendado para ser realizado nesta quarta-feira (25), mas a pandemia do novo coronavírus suspendeu a programação que faria a alegria de 200 crianças carentes do Distrito Federal e Entorno. A entidade estava em negociação com o ex-zagueiro Ricardo Rocha, herói do tetra na Copa de 1994, e com um ídolo do Flamengo para interagir com criança e/ou adolescentes com idade de 9 a 13 anos.

A CBF confirma a manutenção do evento no DF e reiterou a preferência por realizá-lo nas dependências da arena construída para a Copa do Mundo de 2014. O blog apurou que o evento está mantido e será realizado até o fim do ano após o fim da crise global na saúde. Os organizadores planejavam desembarcar nesta semana na capital com jogadores badalados para ministrar palestra aberta a professores de escolinhas de futebol e de projetos sociais no turno matutino. Durante a tarde, as crianças participariam de um festival no Mané.

O gramado da principal arena do futebol candango seria dividido em 10 campos. Em cada fração seria ensinada uma habilidade de vida. Exemplos: trabalho em equipe, acessibilidade, sustentabilidade para os baixinhos com idade de 9 a 13 anos. Apesar do efeito colateral causado pela Covid-19, os dirigentes da CBF mantêm a ideia de realizar o evento no Mané Garrincha — o terceiro da entidade previsto para o Complexo Arena BSB em 2020.

Blog com o Correio Brasiliense

CBF não vai mudar fórmula do Brasileirão
   23 de março de 2020   │     0:05  │  0

Com os jogos suspensos por tempo indeterminado, os estaduais podem ocupar datas e inviabilizar o Brasileirão de pontos corridos com 38 rodadas quando a bola voltar a rolar. Ainda assim, Feldman nega que a fórmula da competição será alterada.

“A mudança de fórmula do Campeonato Brasileiro está descartada”, pontou. “O desejo nosso, expresso pelo presidente Caboclo, é que a gente possa encontrar datas para os estaduais serem encerrados”, complementou o dirigente.

Para solucionar o problema de datas, há quem sugira adequar o calendário brasileiro com o europeu. Feldman, entretanto, também mostra que a CBF é contra esta medida.

“Não existe a possibilidade do calendário do futebol brasileiro ser adequado ao do futebol europeu”, declarou.

Ainda na mesma entrevista, Walter Feldman afirmou que a previsão da entidade máxima do futebol brasileiro é que as atividades retornem entre maio e junho. Segundo ele, entretanto, trata-se de um prognóstico, que pode mudar, dependendo de como a epidemia do Covid-19 se propague no país.

Blog com GazetaPress

CBF poderá alterar formato das Séries A, B, C e D
   21 de março de 2020   │     12:30  │  0

Segundo afirma Michelle Ramalho, presidenta da Federação Paraibana de Futebol, Rogério Caboclo deverá  convocar um novo arbitral e poderá mudar o formato, caso essa onda do vírus venha a se alargar. Com certeza alguém vai ter que espremer seu campeonato. E antes eles (o Brasileirão) do que os estaduais. Desde já o presidente está de parabéns. Muitos achavam que era intenção da CBF espremer os estaduais ou até mesmo, como temos visto pela imprensa, as fake news afirmando que iria se repetir o resultado do ano passado. Eu já nego essa afirmação. Escutei da boca do presidente.

Michelle Ramalho fez revelação após reunião com Rogério Caboclo — Foto: Cisco Nobre/GloboEsporte.com

Michelle Ramalho fez revelação após reunião com Rogério Caboclo (Foto: Cisco Nobre/GloboEsporte.com)

Michelle Ramalho garante que a intenção da CBF é fazer as competições nacionais com fórmulas mais enxutas para dar a oportunidade de terminar os campeonatos estaduais se a pandemia do novo coronavírus persistir no Brasil.

– Pode ter certeza que ainda vamos ter futebol neste ano. Vamos terminar os estaduais, independentemente de qualquer coisa. Agora o tempo vai depender realmente da situação do Brasil diante desse vírus.

Prioridade de Rogério Caboclo é concluir os estaduais, segundo Michelle Ramalho — Foto: Divulgação/FPF

Prioridade de Rogério Caboclo é concluir os estaduais, segundo Michelle Ramalho (Foto: Divulgação/FPF)

Quem também falou sobre o assunto foi o secretário-geral da CBF, Walter Feldman. O dirigente seguiu uma linha diferente da adota pela presidente da Federação Paraibana de Futebol e garantiu que, pelo menos por enquanto, não será considerada uma mudança no calendário.

– O presidente Rogério Caboclo tem o costume de chamar os diretores, conversar com os clubes, tem uma relação boa com a Conmebol e Fifa. Ele diz uma frase pragmática: “A mudança do calendário não pode ser objeto de uma oportunidade, tem que ser de convicção”. Não será por conta da crise que vamos mudá-lo radicalmente – argumentou Walter Feldman.

Walter Feldman é o secretário-geral da CBF — Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Walter Feldman é o secretário-geral da CBF (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Ainda sobre os estaduais, a presidente da FPF demonstrou preocupação com a pausa neste momento. E também com os problemas que isso pode trazer nos próximos dias. Ela, inclusive, comentou as medidas que pretende tomar na Paraíba.

– Não são apenas os clubes prejudicados. São as federações, os jogadores, as famílias, os ambulantes. É uma situação muito difícil. Estamos muito preocupados com os clubes. O Governo tem um incentivo ao esporte, e vamos tentar deliberar com o governador (João Azevêdo) para tentar ver se pode ajudar os clubes neste momento tão difícil. São várias as famílias que agora se encontram praticamente desempregadas – finalizou

Blog com Globo Esporte

CBF atinge R$ 957 milhões e supera o Flamengo
   19 de março de 2020   │     0:02  │  0

As federações já estaduais aprovaram o balanço da CBF referente a 2019. O documento aponta que a entidade atingiu R$ 957 milhões de receita no último exercício. O número é R$ 18 milhões maior que o do Flamengo, dono de uma das maiores torcidas do mundo.

A CBF não se enxerga como concorrente dos clubes e pondera que não participa da venda de jogadores.

A diferença de arrecadação no primeiro ano da gestão Rogério Caboclo em relação a 2018 foi R$ 289 milhões.

Como as despesas ficaram na casa dos R$ 767 milhões, o superávit de 2019 bateu em R$ 190 milhões. Segundo a CBF, R$ 535 milhões foram investidos no futebol de forma direta e indireta. R$ 215 milhões foram aplicados nas seleções.

Blog com O GLOBO