/BLOGS

Arivaldo Maia

Category Archives: automobilismo

Jornal revela detalhes da saúde de Michael Schumacher
   7 de julho de 2020   │     0:01  │  0

Michael Schumacher: alemão é heptacampeão mundial de Fórmula 1Michael Schumacher: alemão é heptacampeão mundial de Fórmula 1 – (Foto Reprodução)

O ex-piloto Michael Schumacher, diversas vezes campeão na Formula 1 e considerado por muitos como o maior nome da modalidade, continua lutando pela vida, desde que sofreu um acidente de ski.

O jornal inglês Mirror deu novos detalhes sobre o atual estado de saúde do ex-piloto, isto depois de ser noticiado que a família do alemão estaria estudando um novo procedimento cirúrgico.
Essa cirurgia, aliás, teria sido adiada por conta da pandemia do novo coronavírus.

Incapacitado e “preso” a uma cama, Schumacher estaria perdendo rapidamente toda a massa muscular do corpo, sendo que, segundo explicado pela reportagem, também estaria sofrendo de uma grave atrofia muscular. Esta condição estaria totalmente relacionada ao fato de o ex-piloto sofrer de osteoporose.

A família do ex-heptacampeão estuda agora, segundo o jornal, a possibilidade de Schumacher ser novamente injetado com células estaminais, procedimento médico que já teve impacto positivo em diversos pacientes e também no piloto.

Após as infusões, essas células são distribuídas pelo organismo com o objetivo de originar uma reação anti-inflamatória sistêmica.

Michael Schumacher, o maior vencedor da história da Fórmula 1, sofreu uma grave lesão cerebral ao bater a cabeça contra uma pedra enquanto esquiava em Méribel, nos Alpes Franceses, em 2013.

Desde então, o estado de saúde do ex-piloto alemão de 50 anos é um segredo que os familiares se esforçam para manter, o que também abre margem para especulações.

Blog com O DIA

Abertura da temporada de Fórmula 1 é marcada para julho
   6 de junho de 2020   │     21:00  │  0

Prova do GP Brasil de Fórmula 1, no Autódromo de Interlagos© (Kaio LakaioVEJA)/VEJA – Prova do GP Brasil de Fórmula 1, no Autódromo de Interlagos
Assim como quase tudo que estava previsto para acontecer antes do início da pandemia do novo coronavírus, a temporada de 2020 da Fórmula 1 foi adiada por três meses antes que uma nova data fosse marcada. No calendário pré-covid-19, a corrida inaugural seria realizada na Austrália em março. Agora, a primeira prova e segunda prova foram transferidas para o mesmo circuito na Áustria, com as competições programadas para os dias 5 e 12 de julho, a portas fechadas, no Red Bull Ring, em Spielberg. 

Se a experiência for exitosa, a expectativa é que a temporada continue em 19 de julho em Budapeste, na Hungria, também no continente europeu. Embora ainda falte o pronunciamento oficial da Fórmula 1, o governo austríaco anunciou a novidade, por meio do ministro da Saúde, Rudolf Anschober. “As duas corridas da F1, nos dias 5 e 12 de julho, em Spielberg, vão ser realizadas sem espectadores”, declarou o ministro. Segundo ele, os eventos foram aprovados pelo governo depois que a F1 “apresentou um plano completo e profissional” para combater a propagação do novo coronavírus. Apesar disso, Anschober garantiu que as corridas só serão disputadas se medidas sanitárias forem adotadas.

“Além das rigorosas medidas de higiene, o plano envolve também testes regulares e exames de saúde para as equipes e todos os outros funcionários. O elemento crucial vai ser a coordenação estreita entre os organizadores e as autoridades regionais e locais de saúde”, disse o ministro. O local escolhido, o Red Bull Ring, é considerado ideal por ser localizado na zona rural de Spielberg, que fica a cerca de 550 quilômetros da capital, Viena. A Áustria registra 16.685 casos positivos para o novo coronavírus e 668 mortes.

O planejamento da F1 para os dois finais de semana no Red Bull Ring inclui o isolamento todas as pessoas que estarão no circuito e vão trabalhar durante os eventos. “Um dos desafios logísticos é fazer com que todos sejam testados e liberados para entrar no ambiente das corridas”, explicou Ross Brawn, diretor esportivo da F1. “Depois que fizermos isso, vamos manter todos nesse ambiente, dentro da biosfera que queremos criar, para outra corrida. A Áustria se encaixa bem nisso. Tem um aeroporto local ao lado do circuito, onde as pessoas podem fretar aviões. Não fica muito perto de uma metrópole”, disse ele.

Blog com VEJA

Ferrari anuncia Carlos Sainz Jr. como substituto de Vettel
   17 de maio de 2020   │     18:00  │  0

Carlos Sainz é o novo piloto da Ferrari (Foto: Instagram)

É oficial! A Ferrari já anunciou Carlos Sainz Jr. como novo piloto da equipe a partir do ano que vem. O espanhol assinou contrato de duas temporadas (2021 e 2022) e irá substituir Sebastián Vettel, alemão que não renovou seu vínculo, válido somente até dezembro.

“Tenho o prazer de anunciar que Carlos se juntará à Scuderia Ferrari a partir do campeonato de 2021. Com cinco temporadas na carreira, Carlos provou ser muito talentoso e mostrou que tem a capacidade técnica e os atributos certos para ser o piloto ideal com a nossa família”, disse Mattia Binotto, diretora administrativa da Ferrari, através de comunicado.

Em nota, a Ferrari afirmou que acredita na dupla Charles Leclerc e Carlos Sainz para voltar aos tempos de glória na Fórmula 1. “Iniciamos um novo ciclo com o objetivo de voltar ao topo na Fórmula 1”, escreveu. “Acreditamos que um motorista emparelhado com o talento e a personalidade de Charles e Carlos, o mais jovem nos últimos cinquenta anos da Scuderia, será a melhor combinação possível para nos ajudar a alcançar os objetivos que estabelecemos”, continuou.

Carlos Sainz, de 25 anos, estreou na categoria em 2015 com uma performance discreta pela Toro Rosso. Dois anos depois, trocou o time pela Renault no meio do campeonato. E só permaneceu mais uma temporada na equipe francesa. Em 2019, encarou a difícil missão de substituir o compatriota Fernando Alonso na McLaren. E não fez feio. Mesmo diante das limitações do time britânico, terminou o campeonato numa honrosa sexta colocação geral.

“Estou muito feliz por estar dirigindo pela Scuderia Ferrari em 2021 e estou animado com o meu futuro com a equipe. Ainda tenho um ano importante pela McLaren Racing pela frente e estou realmente ansioso para correr novamente com eles. esta estação”, celebrou Sainz.

Blog com Jovem Pan

Parabéns à F1! – Fórmula 1 completa 70 anos
   16 de maio de 2020   │     0:01  │  0

Parabéns à F1! Fórmula 1 completa 70 anos© Foto: DivulgaçãoParabéns à F1! Fórmula 1 completa 70 anos.
Viva a setentona!Exatamente 70 anos atrás, 21 malucos alinhavam em uma pista montada alguns anos antes onde era uma pista de pouso da Força Aérea Britânica e começaram oficialmente uma odisseia. Corridas existiam há muito e o objetivo de criar uma categoria que juntasse o mais alto nível da engenharia com o de pilotagem já existia. 

Um ensaio aconteceu nas décadas de 20 e 30. Nomes com Rosemeyer e Nuvolari e marcas como Mercedes, Alfa Romeo e a Auto Union (que nada mais é do que a atual Audi) batiam ponto e marcavam seu nome na história. Este foi um embrião da F1 que temos hoje.

A Segunda Guerra acabou por segurar o desenvolvimento de tudo, pois o epicentro de tudo, a Europa, foi extremamente atingida. Em 1946, as corridas voltaram seguindo as regras do pré-guerra. No ano seguinte, a FIA foi fundada e aí desenhada o que seria a Formula A ou 1. Em 1949, foi anunciado o campeonato a partir de 1950.

Se pegarmos hoje friamente, as únicas coisas em comum com o início são carros com quatro rodas, pilotados por uma pessoa, empurrados por um motor e que disputam uma corrida em um circuito pré-definido. Fora isso, se tornou de uma coisa quase idílica para um negócio de bilhões de dólares de alcance mundial.

A partir daqui, não falarei sobre aspectos técnicos e grandes nomes. Agora, vai ser um relato pessoal.

Corrida de carros é algo que fica complicado de explicar. Qual é a graça de ficar vendo carrinhos dando voltas por 2 horas? Ainda mais em um momento em que se alega ser um amontoado de tecnologia e que a imagem do automóvel diante da sociedade vem se transformando dramaticamente.

Mesmo sendo um esporte (embora muita gente com certa razão questione se realmente é), você tem a experiência sensorial e todos os elementos que atraem o ser humano: raiva, suspense, drama, vitória, derrota, emoção… Desde as cavernas, quando nossos ancestrais ainda ficavam se divertindo com pinturas nas paredes, tudo que envolve isso chama a atenção.

A F1 foi a porta de entrada de tantos fãs no automobilismo e criou um ecossistema impressionante, com milhares de pessoas vivendo disso. Seja trabalhando diretamente na pista, mas cobrindo e contando histórias. Narrativas de superação, de derrotas, vitórias e construção de heróis e vilões.

Este é o grande barato da situação. Este gigante passou por tantas crises e aventuras e é de se impressionar como a F1 chegou aos 70 anos. E a festa terá que ser do modo atual, exigido pela pandemia: à distância, sem criar aglomeração e pensando em se vai realmente conseguir fazer alguma coisa este ano.

Um brinde à F1. Nossa paixão comum. Que nos faz ler, ficar acordados para ver corridas, xingar piloto, vibrar como se não houvesse amanhã com uma vitória, quebrar o pau nas redes sociais para defender seus pontos de vista, conhecer pessoas sensacionais e até ter cara dura de colocar suas opiniões para os outros verem….

Mesmo neste momento de incerteza tanto no presente quanto ao futuro, é hora de comemorar. Espero que em breve possamos realmente ter carros na pista. E olhemos toda a história construída. Pois apesar de ser o máximo da tecnologia e ter toda a frieza do business, são seres humanos que construíram e constroem esta história. Parabéns à F1.

Blog com Fórmula/Mania

Mundial de Fórmula 1 pode acabar em 2021
   30 de março de 2020   │     0:01  │  0

 
Mattia Binotto confirma que esta é uma das hipóteses analisadas.
(Binotto confirma que esta é uma das hipóteses analisadas)
A pandemia de Covid-19 obrigou à suspensão da grande maioria das competições desportivas em todo o mundo, entre elas a Fórmula 1, cuja temporada continua em dúvida após o adiamento ou mesmo cancelamento de oito Grandes Prêmios.Mattia Binotto, responsável pela Ferrari, falou à rede de TV italiana Sky Sport, onde adiantou alguns dos cenários que, neste momento, estão em cima da mesa para o desenrolar do atual Campeonato do Mundo.

“Nós, as equipes, estamos falando com a Fórmula 1 e com a FIA. Há algumas hipóteses em cima da mesa, cada uma das quais está sendo considerada, como realizar um Campeonato do Mundo reduzido ou que a temporada de 2020 termine, por exemplo, em janeiro de 2021”, afirmou.

“Neste momento, temos que estar abertos a todas as hipóteses para realizar o maior número de Grandes Prêmios possível. Claro que interromper a Fórmula 1 pareceu-nos uma decisão responsável, até mesmo para ajudar as equipes menores”, completou.

Blog com Notícias Ao Minuto

© Copyright 2000-2016 Gazeta de Alagoas Online Ltda. Todos os direitos reservados