Category Archives: automobilismo

Com ajuda de safety car, Vettel supera Hamilton e vence na Austrália
   26 de março de 2018   │     0:03  │  0

Sebastian Vettel conquistou seu 100º pódio na carreira no último domingo  (Foto: Saeed KHAN/AFP)

Ontem a Fórmula 1 deu sinais de que sua nova temporada deverá ser mais imprevisível que as dos últimos anos. Sebastian Vettel e Lewis Hamilton protagonizaram uma excelente disputa no circuito de Albert Park, em Melbourne, na Austrália, e mesmo com o atual campeão mundial largando na pole position e sinalizando que iria subir no lugar mais alto do pódio sem maiores problemas, a Ferrari mostrou persistência e foi feliz em sua estratégia de pit stop para fazer com que Vettel voltasse à pista na frente do rival por conta do safety car, mantivesse a ponta e conquistasse a vitória no primeiro GP de 2018.

Além da vitória, Sebastian Vettel também se tornou o terceiro piloto da história a liderar 3 mil voltas na Fórmula 1. Os outros dois a conseguirem o feito foram Michael Schumacher e Lewis Hamilton.

Outra surpresa  foi Fernando Alonso. O bicampeão mundial largou em décimo lugar e fez uma corrida bastante segura para ganhar posições e terminar em quinto lugar, mostrando que sua McLaren poderá dar mais alegrias aos fãs da tradicional equipe do grid neste ano ao conseguir segurar o ímpeto de Verstappen, que mesmo com um carro superior terminou em sexto.

Piloto da casa, Daniel Ricciardo por pouco não conseguiu ficou em terceiro lugar e se estabeleceu como o primeiro australiano a garantir um pódio no GP da Austrália. O piloto da Red Bull teve de largar na oitava colocação após ter sido punido com a perda de três posições, porém, se recuperou e acabou no quarto posto.

Substituto de Felipe Massa na Williams, Sergey Sirtokin não foi feliz em sua estreia na Fórmula 1 e acabou abandonando a prova por problemas mecânicos. Além do russo e da dupla da Haas, Pierre Gasly, da Toro Rosso, e Marcus Ericsson, da Sauber, também não completaram o GP da Austrália.

Os pilotos voltam a entrar em ação no GP do Bahrein, marcado para o próximo dia 8 de abril, às 12h10 (de Brasília).

Blog com Gazeta Press

Sem brasileiros, veja novidades da temporada de 2018 da F1
   16 de março de 2018   │     0:03  │  0

Pela primeira vez desde 1969 sem pilotos brasileiros e com novidades no calendário, a temporada de 2018 da Fórmula 1 começará no dia 25 de março, com o Grande Prêmio da Austrália, em Melbourne. Entre os pilotos e as equipes deste ano, são poucas as novidades em relação a 2017. Felipe Massa se aposentou, e quem assumiu a vaga do brasileiro foi o jovem russo Sergey Sirotkin.

Outra novidade no grid é a volta da Alfa Romeo. A montadora italiana fechou parceria com a Sauber e retornou à principal categoria do automobilismo mundial depois de mais de 30 anos. Sua dupla será o sueco Marcus Ericsson e o monegasco Charles Leclerc.

Já entre os Grandes Prêmios, houve três grandes mudanças. Após uma década, o GP da França retornou para a Fórmula 1 e será disputado na cidade de Le Castellet, no dia 24 de junho. A Alemanha também voltou ao calendário da F1, após um ano de ausência. Por fim, o circuito da Malásia, que estava na categoria desde 1999, foi excluído.

No regulamento, os carros foram proibidos de utilizar a “barbatana de tubarão”, que ficava na cobertura do motor. As asas “T-Wing”, localizadas na traseira dos carros, também foram banidas para esta temporada. A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) ainda tornou obrigatório o uso do polêmico “Halo”, equipamento que protege a cabeça dos pilotos.

Blog com Agência ANSA

 

 

Com pintura camuflada, Red Bull apresenta carro de 2018
   23 de fevereiro de 2018   │     0:03  │  0

Carro ainda não está usando pintura definitiva para temporada

O novo carro de Fórmula 1 ainda não está usando pintura definitiva para temporada (Foto: Divulgação/Red Bull)

A Red Bull já apresentou o “RB14”, carro que utilizará na temporada de 2018 da Fórmula 1.

Com uma pintura camuflada de azul, branco e preto, o modelo surpreendeu por não ter as tradicionais cores da equipe austríaca, mas trata-se apenas de uma “edição especial”.

Os tons oficiais da temporada 2018 devem ser revelados apenas no começo dos testes da Fórmula 1 em Barcelona, na Espanha. O novo carro da Red Bull possui motor V6 da Renault e será pilotado por Max Verstappen e Daniel Ricciardo.

O veículo já tem o “halo”, equipamento de segurança que protege a cabeça do piloto. Após Haas e Williams, a Red Bull é a terceira equipe a apresentar seu veículo para a próxima temporada, que começará no dia 25 de março, na Austrália.

Blog com Agência ANSA

 

Schumacher já gastou 28 milhões de sua fortuna com médicos
   2 de janeiro de 2018   │     20:33  │  1

Schumacher está incomunicável há quatro anos
Schumacher está incomunicável há quatro anos Foto: Shizuo Kambayashi)

 

Michael Schumacher acumulou uma grande fortuna em toda a sua carreira esportiva. Segundo a revista “Forbes”, foram 840 milhões de euros (cerca de R$ 3,3 bilhões). Porém, desse montante, 28 milhões de euros (cerca de R$ 110 milhões) já foram gastos nos últimos anos em cuidados médicos, após o ex-piloto sofrer um grave acidente de esqui, nos Alpes Franceses, no dia 29 de dezembro de 2013.

Esses valores foram revelados pelo jornal espanhol “AS”, que em sua reportagem afirma que a família do heptacampeão mundial de Fórmula 1 gasta cerca de 140 mil euros (o equivalente a R$ 550,2 mil) com toda a equipe de médicos, enfermeiros e cuidadores, além do material que ele tem em casa.

Schumacher aparece como o quinto atleta da história que mais ganhou dinheiro na carreira, atrás de Michael Jordan, Tiger Woods, Arnold Palmer e Jack Nicklaus, curiosamente um jogador de basquete e três golfistas. Dentre esses 840 milhões de euros contam salário, prêmios, transferências, licenças e bônus de contratos, publicidade, entre outros setores.

Schumacher, dono de sete títulos mundiais, sofreu ferimentos graves na cabeça em um acidente de esqui na França em 2013. Nesta quarta-feira, o piloto mais bem-sucedido da história do esporte vai completar 49 anos e não é visto em público desde o acidente, já que a família vem preservando sua privacidade em sua casa na Suíça.

Blog com EXTRA

Após 48 anos, Brasil não terá pilotos na Fórmula 1
   16 de novembro de 2017   │     0:02  │  0

O Brasil não terá um representante na Fórmula 1 pela primeira vez em 48 anos. Com a aposentadoria de Felipe Massa ao final da atual temporada, um dos países mais apaixonados pela principal categoria do automobilismo mundial precisará se acostumar a torcer por estrangeiros a partir de 2018, uma vez que não há qualquer previsão de novos brasileiros no grid a curto prazo.

Desde que Emerson Fittipaldi ingressou na Fórmula 1, em 1970, o Brasil teve representantes em todas as temporadas. Pela Lotus, Fittipaldi faturou o Mundial de 72, antes de se transferir para a McLaren, em 1974, quando novamente levantou o caneco e se firmou como um dos ícones do automobilismo brasileiro.

Depois de Fittipaldi abrir caminho, outros pilotos do Brasil tiveram uma carreira na Fórmula 1 (ao todo foram 31). Nelson Piquet foi um dos mais ilustres, se despedindo das pistas como tricampeão mundial. Dois de seus títulos foram conquistados guiando pela Brabham, em 1981 e 1983. Já em 1987, pela Williams, Piquet voltou a reinar na categoria, entretanto, um outro brasileiro já surgia para assumir o protagonismo: Ayrton Senna.

Um dos pilotos mais aclamados da história da Fórmula 1, Senna conquistou seu primeiro título em 1988, logo em sua estreia na McLaren. Após se destacar pela Lotus, o audacioso piloto da zona norte de São Paulo, enfim, pôde guiar um carro que o desse as condições necessárias para ele mostrar seu verdadeiro potencial e não decepcionou. Ao todo, foram três títulos (1988, 1990 e 1991), todos eles com a equipe inglesa, que também contava com Alain Prost, maior rival de Senna.

Com a morte do tricampeão mundial em primeiro de maio de 1994, no circuito de Ímola, em San Marino, Rubens Barrichello foi quem tomou o bastão e seguiu mantendo o Brasil em um lugar de destaque na Fórmula 1. Posteriormente, Felipe Massa herdou o posto do seu compatriota na equipe italiana. Agora, encerra sua carreira na principal categoria do automobilismo mundial.

Blog com Terra Esportes