Category Archives: automobilismo

Fórmula 1 conversa com SBT, Band e Cultura para continuar na TV aberta
   13 de setembro de 2020   │     21:00  │  0

artigo-F1-novo

A decisão da Globo em não renovar o contrato de transmissão da Fórmula 1 para 2021 abriu um curioso caminho que pode manter a maior das categorias do esporte a motor na TV aberta no Brasil. SBT, Band e até Cultura estão em contato com o Liberty Media, soube o GRANDE PRÊMIO.

O assunto Fórmula 1 ronda o SBT já há algum tempo e é tópico de conversas de membros da cúpula desde o começo da temporada de 2020, muito antes de saberem que a Globo não renovaria os direitos com o Liberty Media. No restaurante da emissora, por exemplo, os dirigentes costumam ter um ‘papo de boteco’ para analisar as corridas. Assim aconteceu, por exemplo, depois do GP da Estíria, em que todos os executivos, sem exceção, falavam da vitória de Lewis Hamilton e da volta final em que Lando Norris brilhou. A emissora, inclusive, já estuda a criação de um departamento apenas para cuidar de esportes.

A incapacidade de produção em tempos de pandemia e o retorno que o futebol deu recentemente na decisão do Campeonato Carioca entre Flamengo e Fluminense levaram a direção do SBT a tal caminho. O que é visto com certa restrição por funcionários porque, em uma conta de padaria, o canal não tinha dinheiro para comprar os direitos do Campeonato Italiano — que caiu no colo do Grupo Bandeirantes.

No caso do SBT, a negociação com a Fórmula 1, informada pelo site Notícias da TV e confirmada pelo GP, acontece logo após a emissora adquirir os direitos de transmissão da Libertadores, principal torneio de futebol na América do Sul. Téo José, assim, foi contratado para assumir as narrações, mas tem vasta experiência também no automobilismo, com um currículo de anos de Indy e, recentemente, Fórmula E, MotoGP e Nascar no FOX Sports.

Para a Cultura, seria um enorme passo adiante na programação, que hoje conta com um jogo por semana da Superliga Feminina, um jogo da Superliga Masculina e regionais de futebol em suas afiliadas, como o Campeonato Paraense.

Outra que também analisa o cenário é a Bandeirantes, que voltou a ter eventos importantes da ‘velha guarda’, como a NBA e o Campeonato Italiano. A Band readquiriu os direitos da Indy às vésperas deste campeonato e quer se mostrar ao Liberty Media como uma emissora crível que tem expertise no esporte, também soube o GP.

Na Record, o departamento comercial até tem interesse, mas o problema é convencer a IURD, a igreja que controla a emissora, a abrir mão dos seus horários nos momentos em que falam para alguns escutarem — sobretudo nas corridas da madrugada.

A Disney, dona dos canais ESPN e FOX Sports no Brasil, está monitorando a situação. A Fórmula 1 é exibida nos EUA pelo primeiro canal usando toda a base da Sky Sports e pelo segundo canal na América Latina.

Blog com LANCE

Após quatro décadas, família Williams deixa a Fórmula 1
   8 de setembro de 2020   │     15:00  │  0

Fundador da equipe, Frank Williams é uma das figuras mais icônicas da história da Fórmula 1 (Foto: Gerry Penny/EFE)

Após mais de 40 anos na direção de uma das equipes mais famosas da Fórmula 1 e mais de 750 corridas disputadas, a família Williams está se afastando para que os novos proprietários tenham uma chance clara de reviver as glórias da equipe.

Claire Williams, cujo pai, Frank Williams, fundou a escuderia em 1977, fez uma pronunciamento antes do GP da Itália: “Tomei a decisão de me afastar da equipe a fim de permitir para Dorilton (Capital, fundo norte-americano, novo proprietário da equipe) um novo começo como os novos proprietários. Não foi uma decisão fácil, mas acredito ser o certo para todos os envolvidos”, disse Claire Williams em um vídeo gravado.

“Com o futuro da equipe agora assegurado, parece ser este o momento apropriado para nos afastarmos do esporte.”

Claire revelou que a Dorilton queria que ela permanecesse junto da equipe nas provas desta temporada. “Agradecemos muito o incentivo de Dorilton para continuar, mas nós sabemos que a equipe estará em boas mãos e o nome Williams seguirá”, disse. “Este pode ser o fim de uma era para a Williams como uma equipe familiar, mas é o início de uma nova era para a Williams Racing e desejamos muito sucesso no futuro.”

A Williams ganhou sete títulos de pilotos e nove títulos de construtores. Um dos pilotos campeões foi Nelson Piquet, em 1987. No entanto, o último deles veio com o canadense Jacques Villeneuve em 1997. A Williams ganhou 114 corridas e conseguiu 128 pole position.

Um fato muito triste e marcante na história da equipe ocorreu na temporada de 1994, com a morte de Ayrton Senna, no GP de San Marino, em Imola.

“Estamos neste esporte há mais de quatro décadas. Somos incrivelmente orgulhosos de nossa história e do legado que deixamos”, disse Claire Williams. “Nós sempre estivemos neste esporte por amor, pelo puro prazer de estar nas corridas de automóvel.”

Blog com Jovem Pan

Globo não vai transmitir Fórmula1 em 2021
   4 de setembro de 2020   │     19:00  │  0

A Rede Globo anunciou oficialmente que não irá renovar os direitos de transmissão da Fórmula 1 para a próxima temporada. De acordo com informações do Uol Esportes, o motivo do rompimento se deve à falta de acordo entre a emissora e a dona da competição, a Liberty Media.

“Como parte da revisão de seu portfólio de direitos, um dos maiores entre emissoras de TV do mundo, a Globo optou por não renovar os direitos de transmissão da Fórmula 1 a partir de 2021. Mesmo sem a transmissão das corridas, a Globo continuará a fazer a cobertura da categoria em suas diversas plataformas”, escreveu a Globo.

O principal motivo para que o vínculo entre as partes não fosse estendido seria o alto valor cobrado pela detentora da categoria mais importante do automobilismo mundial. No ano passado, as conversas de renovação teriam cifras que giravam em torno de 22 milhões de dólares, enquanto a emissora pretendia investir até 20 milhões. A crise gerada pela pandemia do coronavírus agravou ainda mais a possibilidade de acordo.

O casamento envolvendo Globo e Fórmula 1 é bastante antigo. A primeira vez que a emissora transmitiu uma corrida da categoria foi em 1972. No entanto, a ausência de pilotos brasileiros nas últimas temporadas (desde 2017) tem feito a audiência das transmissões diminuírem.

Apesar do rompimento, os espectadores não ficarão desamparados. A Liberty possui o interesse em anunciar uma nova parceria e quem cuidará dos direitos será a Rio Motorsports, empresa que quer construir o autódromo no Rio de Janeiro.

Blog com A TARDE

 

Rede Globo pode voltar com a Libertadores
   30 de agosto de 2020   │     20:00  │  0

A Globo está confiante no acerto e aposta em três pilares: é a única emissora que pode dar o alcance nacional desejado pela Conmebol com a Libertadores, o SporTV é líder de audiência na TV fechada, e a boa relação com a entidade sul-americana que já dura alguns anos.

A transmissão sem exclusividade também está sendo considerada para a TV aberta. A RedeTV! fez uma proposta para comprar os direitos de transmissão e entende que seria uma oportunidade de mercado boa. No entanto, o fator financeiro é um problema, já que a Conmebol pede garantias para o acerto.

Por fim, a Conmebol também conversou com a Disney, detentora dos canais ESPN Brasil e Fox Sports, para aumentar o pacote da Libertadores. A Copa Sul-Americana também foi oferecida e interessou. Porém, tudo ainda depende da vontade da Globo em continuar com os direitos da TV por assinatura.

Blog com LANCE

Jornal revela detalhes da saúde de Michael Schumacher
   7 de julho de 2020   │     0:01  │  0

Michael Schumacher: alemão é heptacampeão mundial de Fórmula 1Michael Schumacher: alemão é heptacampeão mundial de Fórmula 1 – (Foto Reprodução)

O ex-piloto Michael Schumacher, diversas vezes campeão na Formula 1 e considerado por muitos como o maior nome da modalidade, continua lutando pela vida, desde que sofreu um acidente de ski.

O jornal inglês Mirror deu novos detalhes sobre o atual estado de saúde do ex-piloto, isto depois de ser noticiado que a família do alemão estaria estudando um novo procedimento cirúrgico.
Essa cirurgia, aliás, teria sido adiada por conta da pandemia do novo coronavírus.

Incapacitado e “preso” a uma cama, Schumacher estaria perdendo rapidamente toda a massa muscular do corpo, sendo que, segundo explicado pela reportagem, também estaria sofrendo de uma grave atrofia muscular. Esta condição estaria totalmente relacionada ao fato de o ex-piloto sofrer de osteoporose.

A família do ex-heptacampeão estuda agora, segundo o jornal, a possibilidade de Schumacher ser novamente injetado com células estaminais, procedimento médico que já teve impacto positivo em diversos pacientes e também no piloto.

Após as infusões, essas células são distribuídas pelo organismo com o objetivo de originar uma reação anti-inflamatória sistêmica.

Michael Schumacher, o maior vencedor da história da Fórmula 1, sofreu uma grave lesão cerebral ao bater a cabeça contra uma pedra enquanto esquiava em Méribel, nos Alpes Franceses, em 2013.

Desde então, o estado de saúde do ex-piloto alemão de 50 anos é um segredo que os familiares se esforçam para manter, o que também abre margem para especulações.

Blog com O DIA