Category Archives: automobilismo

Lewis Hamilton é condecorado cavaleiro da coroa britânica
   31 de dezembro de 2020   │     2:30  │  0

Lewis Hamilton conquistou o heptacampeonato da F1 em 2020 — Foto: Divulgação

Lewis Hamilton conquistou o heptacampeonato da F1 em 2020 — (Foto: Divulgação)

2020 foi sem dúvida um ano especial para Lewis Hamilton, e não poderia encerrar de forma diferente. Pois a estrela da F1 celebrou ontem mais um “título” especial. Não dentro, mas fora das pistas. O piloto britânico foi condecorado na lista de honras de Ano Novo da Rainha Elizabeth II “Cavaleiro do Império Britânico”. Vale lembrar que Hamilton encerrou a temporada da Fórmula 1 como campeão, somando assim sete campeonatos e, consequentemente, igualando o recorde do alemão Michael Schumacher.

Outros atletas britânicos também foram homenageados e listados pela Rainha Elizabeth II. É o caso de Rob Burrow, estrela do rúgbi e responsável por uma importante campanha de conscientização sobre o câncer. A tenista Anne Keothavong também foi mencionada, assim como o ex-atacante do Tottenham e do Chelsea, Jimmy Greaves, e o ex-meio-campista do Wolves, Ron Flowers, ambos vencedores da Copa do Mundo com a Inglaterra em 1966.

Blog com ge.globo

Disney e SBT desistem da Fórmula 1 que segue na Globo
   16 de dezembro de 2020   │     14:00  │  0

Após especulação de saída da Rede Globo, a Fórmula 1 pode renovar com a emissora carioca. De acordo com o portal ‘Grande Prêmio’, a Disney, detentora dos canais ESPN e Fox Sports, desistiu da negociação pela transmissão do campeonato. Além dos canais fechados, o SBT também não seguiu as tratativas com a Liberty Media, responsável pela transmissão. Com isso, o caminho fica aberto para a Globo.

A Disney estaria interessada em uma parceria com o SBT porque sabia que a emissora era preferência da Liberty Media. Contudo, com a saída da emissora de Silvio Santos das negociações, a empresa norte-americana também desistiu de adiquirir os direitos. Um dos motivos da recusa do SBT é por conta das afiliadas. A emissora teria de pagar para estas transmitirem o campeonato.

Blog com O DIA

Reginaldo Leme é contratado pela Bandeirantes
   9 de dezembro de 2020   │     18:00  │  0

Reginaldo Leme. Foto: Reprodução de TV

Reginaldo Leme –  (Foto: Reprodução de TV)

Um ano após encerrar longa parceria com o Grupo Globo, Reginaldo Leme está de volta à televisão. O jornalista acertou com o Grupo Bandeirantes e será comentarista da Stock Car em TV aberta já a partir da decisão da temporada 2020 e durante o ano de 2021.

Nas últimas semanas, a Band confirmou a compra dos direitos da Stock Car em TV aberta para a temporada 2021 e, dias depois, anunciou que transmitiria já o fim da temporada. Na transmissão do próximo fim de semana, Reginaldo terá o narrador Luc Monteiro no comando da atração.

Assim, Reginaldo volta aos comentários da Stock Car, coisa que fez na TV Globo e no SporTV durante os últimos anos.

Além da Stock Car, a Band também adquiriu os direitos de TV aberta para a Copa Truck em 2021 e segue tendo a Indy como atração. Ainda não está está claro se Reginaldo fará parte destas transmissões.

A trajetória de Leme na cobertura de F1 começa ainda na década de 1970. Mais precisamente em 1972, quando cobriu um Grande Prêmio pela primeira vez, trabalhando para O Estado de S. Paulo. A passagem pela TV Globo, por sua vez, começou seis anos depois, em 1978. Foi através da emissora carioca que o jornalista se consolidou como grande referência na cobertura de automobilismo no Brasil.

A chegada do narrador Galvão Bueno às transmissões de F1 da Globo, em 1981, formou uma dupla das mais icônicas da TV. Os dois, lado a lado, cobriram títulos de Nelson Piquet e Ayrton Senna, nos anos dourados do Brasil no automobilismo mundial.

Os mais de 40 anos de envolvimento com a F1 colocaram Leme em uma posição privilegiada. O jornalista já cobriu mais de 500 GPs, sendo recentemente homenagem pela própria categoria. Reginaldo, entretanto, teve o azar de não participar da cobertura do 1000º GP, o da China de 2019, por conta de problemas de saúde.

Blog com LANCE

 

Presidente da FIA fala sobre saúde de Schumacher
   19 de novembro de 2020   │     22:00  │  0

O fantástico piloto Michael Schumacher sofreu um grave acidente há sete anos (Foto: EFE)

Ex-chefe da Ferrari e atual presidente da Federação Internacional do Automobilismo (FIA, na sigla em francês), Jean Todt voltou a comentar sobre o estado de saúde do alemão Michael Schumacher, heptacampeão mundial de Fórmula 1, que há cerca de sete anos sofre em consequência de um acidente enquanto esquiava na França e acabou ficando em estado vegetativo.

A declaração de Todt acontece logo após o título da temporada de 2020 ter ficado nas mãos de Lewis Hamilton, que empatou com “Shumi” depois de faturar o troféu no GP da Turquina, no último domingo, 15. “Schumacher está bem acompanhado e confortavelmente instalado. Continua lutando e só podemos desejar a ele e à família que as coisas melhorem”, disse o presidente da FIA, uma das poucas pessoas que continua fazendo visitas ao ex-piloto, em entrevista ao canal de TV francês RTL. Apesar da pandemia da Covid-19, que provocou um distanciamento social, Todt afirmou que continua a visitando Schumacher de duas a três vezes por mês.

Schumacher caiu enquanto esquiava nos Alpes franceses em dezembro de 2013, tendo ficado com lesões cerebrais. O ex-piloto bateu a cabeça em uma pedra e ficou em coma, entre a vida e a morte. Foi submetido a duas intervenções cirúrgicas, das quais saiu em coma induzido, em estado crítico, mas estável.

Em março de 2014, ainda em coma, Schumacher começou a respirar sem aparelhos, tendo tido alta em setembro para continuar a recuperação em casa, com a família mais próxima. Durante algum tempo, o ex-piloto parecia estar reagindo aos tratamentos, alimentando esperanças em uma eventual recuperação.

Mas, em maio de 2016, Todt revelou detalhes sobre o estado de saúde de Schumacher: tinha piorado drasticamente e tinha a vida por um fio. No ano passado, foi noticiado que o ex-piloto deixou de estar acamado e que a sua vida não depende de uma máquina.

A família tenta manter seu estado de saúde em silêncio absoluto. Em uma das raras declarações públicas sobre o tema, Corinna Betsch, esposa de Schumacher, deu a entender que o alemão segue reagindo lentamente.

Todt também comentou sobre Mick Schumacher, filho de Michael, que está na liderança da atual temporada da Fórmula 2. Para o presidente da FIA, o alemão poderá ganhar uma chance na F-1 em 2021.

“Provavelmente correrá na Fórmula 1 no próximo ano, estamos muito contentes por ter novamente um Schumacher no mais alto nível do automobilismo”, disse o francês. O francês Romain Grosjean e o dinamarquês Kevin Magnussen deixarão a Haas no final da atual temporada e Schumacher vem sendo especulado para assumir uma das vagas, assim como o russo Nikita Mazepin.

Blog com ESTADÃO Conteúdo

Fittipaldi é multado após não indicar bens à penhora
   15 de novembro de 2020   │     23:00  │  0

Emerson Fittipaldi  (Foto: Parceria Lance & IstoÉ)

O ex-piloto de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi foi multado em R$ 20 mil pela Justiça de São Paulo após não indicar bens que deveriam ser penhorados para pagamentos de dívidas provenientes de ações na Justiça contra ele. Segundo o colunista Rogério Gentile, do ‘Uol’, o bicampeão da F1 tem pelo menos 145 ações judiciais abertos com credores que podem chegar a R$55 milhões.

Ainda segundo o blog, a penhora se refere a um serviço de buffet prestado pela empresa ‘Flávio Audi Cateb Eventos’ em 2012 no valor de R$ 100 mil, durante a competição ‘Seis horas de São Paulo’, promovido por uma das empresas de Fittipaldi em Interlagos. O valor da multa refere-se a 20% do valor da dívida.

A defesa de Fittipaldi alega que o ex-piloto não apresentou bens para ser penhorado por não possuí-los.

– Fittipaldi não pode ser compelido a indicar o que não tem e nem ser prejudicado por não possuir bens – disse à Justiça o advogado Donato Santos de Souza, que o representa.

A empresa de buffet, no entanto, afirmou que o bicampeão tem uma vida ‘nababesca’, ou seja, de muito luxo, no exterior. Em outro processo, o banco ‘Safra’ aponta que Fittipaldi ‘esconde’ patrimônio nos Estados Unidos através de empresas de fachada e cobra uma divida de R$ 776,4 mil.

Em entrevista ao ‘O Estado de S. Paulo’, Fittipaldi disse não possuir bens e alegou que passa por dificuldades financeiras.

– Primeiramente, nunca escondi nenhum patrimônio. Já paguei muita dívida e estou pagando e vou liquidar tudo. Os caras inventaram esse negócio, me deixou com uma imagem péssima, foi algo diabólico, e que não tem nada a ver com a realidade – afirmou.

Blog com ISTOÉ