Category Archives: Atletismo

Morre Shawn Rhoden, vencedor do Mr. Olympia que foi afastado do esporte após acusação de estupro
   9 de novembro de 2021   │     23:00  │  0

Morre Shawn Rhoden, vencedor do Mr. Olympia que foi afastado do esporte após acusação de estupro

(Foto Divulgação)

Informação da morte foi divulgada pelos veículos norte-americanos especializados em fisiculturismo.

O fisiculturista jamaicano Shawn Rhoden, campeão do Mister Olympia em 2018, morreu ontem aos 46 anos. Campeão do Mr. Oympia 2018, o atleta estava afastado temporariamente do esporte após ser acusado de estupro. A informação da morte foi divulgada pelos veículos norte-americanos Muscular Development Magazine e RXMuscle. A causa não foi revelada.

Em 2018, Shawn Rhoden derrotou Phil Heath no Mr. Olympia e se tornou o homem mais velho na história a conquistar o título – ele tinha 43 anos. Sua vitória também foi notável por ser a primeira pessoa a destronar Heath, que conquistou sete títulos consecutivos e buscava empatar o recorde mundial de oito vitórias no campeonato.

Em julho de 2019, Shawn foi acusado de agredir sexualmente uma colega fisiculturista em um hotel em Salt Lake City, Utah. As acusações afirmam que os eventos ocorreram em outubro de 2018 – logo após sua vitória no Mr. Olympia. Ele foi formalmente acusado em julho de 2019.

Pouco depois da acusação oficial, a American Media Inc (AMI) emitiu uma declaração proibindo oficialmente Rhoden de competir na competição Mr. Olympia. Essa decisão seria reconsiderada ao final do processo judicial. Até seu falecimento, as acusações contra Shawn Rhoden nunca foram provadas nem esclarecidas.

Blog com ISTOÉ/LANCE

 

 

Estrela olímpica do Quênia, recordista mundial é encontrada morta a facadas em casa
   14 de outubro de 2021   │     17:00  │  0

A queniana Agnes Tirop, de 25 anos, foi encontrada morta em casaA queniana Agnes Tirop, de 25 anos, foi encontrada morta em casa (Foto: Reuters)

A corredora queniana Agnes Jebet Tirop, de 25 anos, atual recordista mundial dos 10 mil metros, foi encontrada morta com uma facada no abdômen, ontem, em sua casa na cidade de Iten, no Quênia.

Tirop foi achada já sem vida por vizinhos após eles perceberem uma discussão na noite de ontem. O principal suspeito do crime é seu marido, um policial que está desaparecido.

A Federação de Atletismo do Quênia emitiu uma nota confirmando a morte de Tirop e diz apura as circunstâncias do caso. A entidade afirmou que o país perdeu “uma joia” e “uma das gigantes em ascensão mais rápida”.

“Esta tarde, ficamos muito preocupados ao saber sobre a morte prematura da medalhista de bronze mundial dos 10.000 metros, Agnes Jebet Tirop. Tirop foi encontrada morta em sua casa em Iten depois que ela foi supostamente esfaqueada pelo marido. Ainda estamos trabalhando para descobrir mais detalhes sobre sua morte”, disse a entidade. “O Quênia perdeu uma joia que era uma das gigantes do atletismo em ascensão mais rápida no cenário internacional, graças a suas atuações atraentes na pista”, afirmou.

Além de ser recordista mundial nos 10 mil metros, Tirop foi a medalhista de bronze mundial dos 5.000 m de 2019. A atleta terminou em quarto lugar na prova dos 5.000m nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ela também ganhou o campeonato de cross country sênior de 2015, no qual fez história ao ser a segunda mais jovem a subir ao pódio na modalidade da competição.

A queniana quebrou o recorde mundial de 10.000 m em 12 de setembro de 2021. A atleta registrou um tempo de 30:01 para reduzir 28 segundos do recorde anterior da prova feminina, conquistado por Asmae Leghzaoui, de Marrocos, em 2002.

Blog com EXTRA

 

Ex-treinador da seleção brasileira de ginástica Oleg Ostapenko morre aos 76 anos, na Ucrânia
   4 de julho de 2021   │     20:00  │  0

Ex-treinador da seleção brasileira de ginástica Oleg Ostapenko morre aos 76 anos, na Ucrânia

Oleg Ostapenko

Daiane dos Santos fez uma postagem nas redes sociais lamentando a morte do ex-comandante.

Morreu ontem o ex-treinador da seleção brasileira de ginástica Oleg Ostapenko aos 76 anos, vítima de problemas nos rins e nos pulmões, na Ucrânia, seu país de origem. Ele treinou atletas como Daiane dos Santos e Daniele Hypólito entre 2001 e 2008.

Daiane dos Santos fez uma postagem nas redes sociais lamentando a morte do ex-comandante.

– Hoje o dia começou triste, com uma grande dor no coração, nunca é fácil perder alguém que amamos, OLEG você foi mais que um treinador, um segundo pai, um amigo leal, conselheiro para uma vida inteira…. Em meu coração um mix de sentimentos, tristeza, saudade. Felicidade em ter aprendido com a sua sabedoria, gratidão a Deus por termos unidos os nossos caminhos – escreveu.

Oleg treinou ginastas ucranianas como Tatiana Gutsu, ouro nas Olimpíadas de 1992, e Lilia Podkopayeva, campeã em Atlanta 1996, além das medalhistas mundiais Daiane dos Santos e Daniele Hypólito. Após os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, no qual terminou em oitavo lugar por equipes, anunciou o fim da parceria com o Brasil para treinar a equipe russa juvenil.

Em setembro de 2011, Oleg retornou ao Brasil. Em parceria com o governo estadual paranaense, a federação local e passou a treinar as ginastas do Centro de Excelência de Ginástica (CEGIN), em Curitiba, visando as Olimpíadas de 2016, no Rio. Ficou na capital paranaense até 2015, quando voltou para a Ucrânia.

Blog com ISTOÉ/LANCE

 

Britânica passa mal e completa maratona de Londres de joelhos
   30 de abril de 2019   │     0:03  │  0

Resultado de imagem para Hayley Carruthers

A britânica Hayley Carruthers, (foto acima/BBC.com), se tornou uma das principais personagens da maratona de Londres, disputada no último domingo, ao completar a prova de joelhos após desmoronar nos metros finais. A cena virou destaque em todos os jornais britânicos e fez com que a atleta, que também trabalha como radiologista de um hospital do país, ganhasse notoriedade.

Única competidora de elite com outro emprego em tempo integral, Hayley Carruthers completou a maratona na 18ª colocação e contou como foram os momentos finais da prova que levou 2h34min03s para completar.

“Comecei a contar meus passos e minha cabeça se foi, acho que perdi a visão em um olho. Eu simplesmente não conseguia levantar minhas pernas e simplesmente não conseguia me mexer. Foi apenas petrificante. Minhas pernas pareciam chumbo e me senti mal. Isso gradualmente piorou e piorou”, contou à “Radio 1 Newsbeat”. Depois de todo o esforço, Hayley Carruthers já voltou ao trabalho normalmente nesta segunda-feira, conforme foto que postou em seu Instagram.

Porém, as lições da Maratona de Londres serão eternas. “Agora vou permitir que o meu corpo se adapte, volte a treinar e certifique-se de que não vou forçá-lo assim tão cedo. Você aprende mais sobre as corridas que não vão tão bem quanto você esperava”, disse.

Blog com Jornal do Brasil

Morre Jackelyne, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
   17 de janeiro de 2019   │     22:17  │  0

Jackelyne Silva defendia o Pinheiros — Foto: Ricardo Bufolin/CBG

 

A Confederação Brasileira de Ginástica,(CBG), surpreendendo muitos admiradores, divulgou nas suas redes sociais o falecimento da ginasta Jackelyne da Silva, de 17 anos, (foto acima/Ricardo Bufolin/CBG), ocorrido ontem. A atleta estava internada, mas o motivo da morte ainda não foi divulgado. Ela fazia parte do time de ginástica artística do Pinheiros e defendeu a seleção brasileira nas categorias juvenis.

A Federação Paulista de ginástica (FPG) também lamentou a morta de Jackelyne, em suas redes sociais. “A FPG quer expressar aos familiares, amigos e toda a comunidade da ginástica os seus sentimentos pela morte da ginasta Jackelyne da Silva, aos 17 anos. Ela era ginasta do Pinheiros e participava de competições da FPG. O céu ganhou mais uma estrela brilhante”.

Jack chegou a defender a seleção brasileira nas categorias de base. Ela entrou na categoria adulta em 2017 e ainda não havia conseguido um espaço na equipe principal do país, mas sonhava chegar à elite nacional.

Blog e Globoesporte