Category Archives: Árbitros

Confira: Arnaldo Cézar Coelho se aposenta da TV hoje
   20 de novembro de 2018   │     11:21  │  0

“Sou convidado para almoços e jantares de despedida e não pago nada (risos)”, diz Arnaldo (Foto: João Miguel Junior/Rede Globo/Divulgação)

 

Hoje, quando o juiz apitar o fim do amistoso entre Brasil e Camarões, ele estará marcando, de forma simbólica, o encerramento da carreira de comentarista de Arnaldo Cézar Coelho. De forma segura, o ex-árbitro diz ter completado um ciclo.

— A vida tem etapas e objetivos. Quando parei de apitar e fui ser comentarista, era um projeto novo, um frescor. Fiquei por 29 anos e cheguei a um momento que não tenho mais meta. Então, antes que eu me torne uma pessoa relaxada na função, é hora de sair de cena — explica ele, que já tinha avisado, no fim da Copa do Mundo desse ano, sobre sua decisão.

Contratado da Globo até o fim do ano, com prorrogação por mais um, Arnaldo preferiu rescindir o acordo. Agora, ele jogará em outras áreas.

— Pretendo dar palestras, posso ter a oportunidade de fazer publicidade… Mas a intenção imediata é viajar, tirar férias — avisa ele, lembrando o momento mais marcante nesses quase 30 anos de TV: — A final da Copa de 94. Quando Baggio perdeu o pênalti, a gente pulava tanto… Eu agarrei o Galvão, numa gravata, e ele gritava “é tetra”, abraçado ao Pelé, faltando ar (risos).

Tranquilo com a decisão, Arnaldo se diverte com a repercussão de sua saída:

— Muitos lamentam, outros, brincalhões, dizem: “quero ver você na fila do INSS”. Mas a melhor fase é agora: sou convidado para almoços e jantares de despedida e não pago nada (risos).

Blog com Globoesporte

 

Alívio: alagoano Chicão é absolvido no STJD
   15 de novembro de 2018   │     12:16  │  0

Imagem relacionada

O alagoano Chicão tem uma carreira pontilhada de sucesso e contestação (Foto: Globoesporte)

O árbitro alagoano Francisco Carlos do Nascimento foi absolvido por unanimidade da acusação de manipulação de resultados no Campeonato Paraibano. Isso na esfera esportiva. Chicão foi julgado ontem pela manhã no Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Ele espera agora voltar a ser escalado para os jogos do futebol nacional. Ex-árbitro da Fifa, Francisco Carlos viu a carreira sofrer um forte abalo depois de ter o nome citado na Operação Cartola.

O Blog do Arivaldo sempre acreditou no querido Chicão. Tem errado algumas vezes no seu desempenho em Alagoas, nos desafios nacionais também, mas, sem nenhuma maldade, por absoluta falta de concentração.

Tudo isso, talvez por ser, na época, juiz da Fifa, condição que perdeu lamentavelmente.

Meu blog sempre esteve distante desse problema. Agora, resta torcer por um profissional competente e amigo que precisa ser mais atendo nas suas decisões dentro de campo.

Vou acompanhar atentamente seu retorno que espero seja breve. Bola pra frente!

Arivaldo Maia

CRB quer arbitragem Fifa nos jogos finais da Série B
   12 de novembro de 2018   │     20:37  │  1

Temendo novos erros contra o CRB nos últimos dois jogos do Campeonato Brasileiro Série B, a diretoria regatiana solicitou à CBF, nesta segunda-feira (18), trio de arbitragem da Fifa para as partidas contra o Londrina e Figueirense.

Em comunicado oficial à imprensa, os dirigentes do CRB anunciaram a protocolação de uma nova reclamação em virtude da anulação do gol de Rafael Costa contra o Criciúma. Além destes, a expulsão do meia Diego Rosa no jogo contra o Paysandu; o gol anulado de Willians Santana contra o São Bento; e também o gol invalidado contra o Fortaleza, ainda no primeiro turno.

Falando no Timaço, o presidente Marcos Barbosa disse que também enviou cópia do pedido para a FAF. O Galo viaja quarta-feira para Londrina/PR.

Leia mais do CRB, CSA e demais clubes na edição desta terça do seu blog preferido.

Arivaldo Maia e Gazetaweb

 

Rafael Traci será o árbitro do jogo entre Palmeiras e Flamengo
   26 de outubro de 2018   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para árbitro Rafael Traci]

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sorteou a arbitragem da partida de amanhã entre Flamengo e Palmeiras, clássico do futebol brasileiro. O paranaense Rafael Traci, (foto acima/otempo), será o responsável pela partida da 31ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A, que será realizada nesta sábado, às 19 horas (de Brasília), no Maracanã.

O árbitro de 31 anos participou de 13 partidas do Brasileirão nesta temporada. Ele tem média de cinco cartões amarelos por jogo e ainda não expulsou nenhum jogador.

Traci já foi o juiz de três confrontos envolvendo o Verdão e o Rubro-Negro. Ele foi o responsável por conduzir os triunfos do Palmeiras sobre o Grêmio por 2 a 0 no Rio Grande do Sul e sobre o Bahia por 3 a 0, no Allianz Parque. Ele também foi o árbitro da derrota do Flamengo para o Tricolor Gaúcho por 2 a 0.

Blog com Gazeta Esportiva

 

Lambança: nem o VAR melhora arbitragem no Brasil
   20 de outubro de 2018   │     0:02  │  0

Resultado de imagem para árbitro consultando o VAR na final da copa do brasil

Consulta do VAR não convenceu, teve protesto dos clubes e interpretação equivocada do árbitro (Foto: Divulgação)

A Copa do Brasil entre Corinthians e Cruzeiro entrou para a história do País por ser a primeira competição nacional decidida com a utilização do VAR e logo em sua primeira edição com a nova tecnologia. Enganou-se quem esperava que seria o fim das polêmicas com a arbitragem. Pelo contrário, justamente o árbitro de vídeo protagonizou dois lances de muita discussão e reabriu o debate sobre a utilização da nova tecnologia em jogos de futebol.

Corintianos e cruzeirenses adotaram discursos distintos. Teve quem gostou, quem foi contra e ainda os que destacaram a necessidade de melhora na ferramenta. O curioso é que Cruzeiro e Corinthians foram alguns dos clubes que votaram contra a implantação do VAR no Campeonato Brasileiro.

O atacante Hernán Barcos, com uma certa dose de ironia e bom humor, deu uma possível solução para acabar com a polêmica. “O VAR veio para aperfeiçoar e melhorar o nosso futebol. Se o árbitro erra com o VAR, fica complicado. Amanhã tem que colocar um robô para apitar”, sugeriu o argentino.

Os dois lances capitais que contaram com interferência do VAR ocorreram no segundo tempo e no ataque do Corinthians. No primeiro, Thiago Neves disputou uma bola com Ralf dentro da área e, após ver as imagens na TV, o árbitro carioca Wagner do Nascimento Magalhães marcou pênalti, para a revolta dos cruzeirenses. O lance é bastante discutível.

O meia cruzeirense admitiu que tocou em Ralf, mas que o movimento não foi forte o suficiente para derrubar o adversário. Por isso, ele acha que houve erro da arbitragem, embora se contradiza ao dizer que esperava pela marcação do pênalti. “Muita gente diz que pegou (no Ralf). Pegou mesmo, mas não foi pênalti. São toques que acontecem, do jogo, e não teve força. Quando vi que o árbitro ia consultar o vídeo, já percebi que ele daria o pênalti, pois houve o toque, mas não foi para derrubar”, disse Thiago Neves.

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, aproveitou a decisão para explicar o seu posicionamento sobre a tecnologia. O dirigente se diz contra a utilização da tecnologia por questões financeiras, mas também pelo fato de não ficar claro em que momentos o vídeo deverá ser utilizado.

“O Corinthians votou contra a situação que colocaram a gente no VAR. Nos dois lances têm muita gente falando que foi e que não foi. Não é para ter interpretação e o juiz foi pelas duas jogadas na interpretação. Eu já fui prejudicado e já fui beneficiado. A mão do Jadson foi no ombro”, reclamou.

Dedé, envolvido no segundo lance polêmico, em que Jadson teria o agredido com o braço na jogada que resultou no gol de Pedrinho, acredita que não teve polêmica no jogo. “O Jadson me deu uma porrada e pediu desculpa até. Ele não é maldoso, mas o juiz fez bem de ter anulado. Você fala de lance polêmico… polêmico foi o pênalti que ele marcou. Não quero crucificar o árbitro, já que ele foi bem durante a maior parte do jogo, mas esse pênalti…”, ironizou.

Como o árbitro de vídeo não foi aprovado pelos clubes no Brasileirão, os próximos jogos envolvendo clubes brasileiros com a utilização da ferramenta serão pela Copa Libertadores, quando o Grêmio encara o River Plate e o Palmeiras pega o Boca Juniors. Oportunidades para os árbitros tentarem minimizar os erros, suas verdadeiras vídeo cassetadas, que resistem na maioria dos casos por incompetência ou falta de maior atenção. Claro que existem às exceções!

Blog e Estadão Conteúdo