Category Archives: Árbitros

Começa hoje: Argentino Nestor Pitana inicia trabalho como instrutor na pré-temporada da arbitragem alagoana
   6 de janeiro de 2022   │     7:00  │  0

Árbitro argentino Nestor Pitana durante a final da Copa entre França e Croácia — Foto: Damir Sagolj/Reuters

Árbitro argentino Nestor Pitana durante a final da Copa entre França e Croácia — (Foto: Damir Sagolj/Reuters)

Argentino Nestor Pitana aceita convite para ser instrutor na pré-temporada da arbitragem alagoana.

A pré-temporada da arbitragem alagoana começa hoje e vai contar com a participação de um instutor internacional. Neste ano, o convidado especial é o argentino Néstor Pitana, que apitou a final da Copa do Mundo de 2018, entre França e Croácia, e a decisão da Taça Libertadores do ano passado, entre Palmeiras e Flamengo.

Diretor de Arbitragem da Federação Alagoana e Secretário do Esporte, Lazer e Juventude, Charles Hebert comemorou a novidade e disse que o objetivo é sempre aprimorar o trabalho de árbitros e assistentes do estado.

– Um trabalho conjunto proporcionou essa grande novidade para a nossa pré-temporada. Estamos fazendo um trabalho consistente, os resultados estão surgindo e não podemos retroceder. Nossa ideia é seguir evoluindo e oferecendo toda estrutura e qualidade de aprendizado para os nossos profissionais. Serão três dias de muito aprendizado e fortalecimento para a arbitragem alagoana – comentou Charles.

De acordo com a Federação Alagoana, hoje,  Pitana vai fazer a palestra de abertura da pré-temporada com a presença de todos os árbitros que compõem o quadro de arbitragem de Alagoas e da CBF.

A pré-temporada começa nesta quinta, no Centro de Inovação do Polo Tecnológico, em Jaraguá. Amanhã e no sábado, as atividades teóricas e práticas serão realizadas no Estádio Rei Pelé.

Blog e Redação do ge – Alagoas

 

Lançes discutíveis colocam Denis Ribeiro Serafim na ‘galadeira’; e os outros árbitros que também claudicaram?
   4 de dezembro de 2021   │     12:00  │  1

Denis Serafim comandou Chapecoense x Flamengo, na Arena Condá — Foto: Reprodução/TV Globo

Denis Serafim comandou Chapecoense x Flamengo, na Arena Condá — (Foto: Reprodução/TV Globo)

Denis Serafim chegou a ser ameaçado de processo pelo time carioca.

A atuação do árbitro alagoano Denis Ribeiro Serafim no empate por 2 a 2 entre Chapecoense e Flamengo, pela 30ª rodada do Brasileiro, custou uma punição silenciosa. Ele saiu das escalas na reta final do campeonato.

No dia 8 de novembro, Denis atuou ao lado dos assistentes alagoanos Esdras Mariano e Brígida Cirilo na Arena Condá e teve o trabalho muito questionado pelo Flamengo, que chegou a ameaçar processá-lo por não ter marcado um pênalti e por ter confirmado um impedimento de Gabigol.

Depois de apitar 11 partidas na Série A, Denis Serafim ficou fora da lista de árbitros e assistentes escolhidos pela Comissão Nacional de Arbitragem para participar de treinamento especial, na Granja Comary, para a reta decisiva do Brasileirão.

Presidente da Comissão Estadual de Arbitragem de Alagoas (CEAF/AL), Charles Hebert saiu em defesa do árbitro e fez um questionamento ao presidente interino da comissão nacional, Alício Pena Júnior.

– Eu vejo isso como lamentável (o Denis Serafim ficar fora da lista). Primeiramente, selecionaram um pequeno grupo de árbitros, deram totais condições a eles, estão confinados na Granja Comary, os critérios nós não sabemos quais foram, têm muitos que tinham poucos jogos, outros que se equivocaram durante a competição em vários jogos…

“Então a gente não sabe exatamente qual foi a escolha.”

Para Charles, mesmo com o treino especial em Teresópolis, o nível da arbitragem não melhorou.

– Depois desse confinamento, o que se esperava era que ia melhorar a arbitragem, mas o nível continua o mesmo ou até pior em alguns jogos. E o problema maior é que alguns desses que estão lá continuam errando e a gente não vê ser tomada nenhum tipo de posição. Eles sequer são retirados do confinamento e escolhidos outros para fazer parte lá.

Charles Hebert destacou ainda os números de Denis Ribeiro Serafim nesta temporada. Lembrou, inclusive, que ele apitou a final da Copa do Nordeste entre Bahia e Ceará.

– A gente fica triste com essa situação, desde a não inclusão do árbitro alagoano, que foi um dos melhores da competição, atuando em 11 partidas só da Série A, e agora a gente fica esperando que a arbitragem possa melhorar, mas a gente não vê um sinal no fim do túnel com esses procedimentos.

Critérios

O presidente da CEAF/AL também lamentou o fato de árbitros serem escalados, de forma antecipada, para mais de duas rodadas.

– Precisa saber como essa turma chegou lá, como os árbitros estão sendo escalados em dois, três jogos antecipadamente… Então é preciso saber como a comissão nacional de arbitragem elaborou esses critérios de escolhas para que os estados possam saber como podem atender para fazer parte dessa relação.

Arivaldo Maia e Denison Roma – Redação do ge – Alagoas

 

Árbitro alagoano Francisco Carlos do Nascimento anuncia aposentadoria
   20 de novembro de 2021   │     23:55  │  0

Francisco Carlos do Nascimento encerrou a carreira — Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com

Francisco Carlos do Nascimento vai encerrar sua carreira —(Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)

Chicão pendura de vez o apito em um jogo festivo marcado para 29 de novembro.

O árbitro alagoano Francisco Carlos Nascimento decidiu se aposentar aos 44 anos. Nesta sexta, a decisão foi anunciada pela Federação Alagoana e confirmada por ele.

Chicão, como é conhecido, se dedicou à arbitragem por 18 anos e foi o único juiz alagoano a receber o escudo da Fifa. Ele integrou o quadro internacional entre 2012 e 2014. A partir de agora, ele pretende assumir a função de analista de arbitragem.

O árbitro, ao longo de sua trajetória, ganhou até destaque, apitando jogos importantes da Série A, mas perdeu espaço depois de enfrentar um desgastante processo em que chegou a ser acusado pelo Ministério Público da Paraíba de manipulação de resultados no Campeonato Paraibano.

Absolvido na esfera esportiva em 2018, ele voltou a apitar, mas não recuperou força no cenário nacional.

Na época, Chicão se defendeu dizendo ao ge AL que o cenário do futebol da Paraíba é complicado e ele foi vítima de um esquema.

A despedida

De acordo com a Federação Alagoana de Futebol, Chicão vai se despedir oficialmente do apito no dia 29 e novembro, no Jogo da Alegria, marcado para o Estádio Rei Pelé, entre os amigos de Carlinhos Maia e os amigos de Ronaldinho Gaúcho.

Em entrevista ao site da Federação Alagoana, o árbitro falou sobre a decisão de pendurar o apito.

– Tem uma fase em nossa vida que é necessário seguir novos rumos e novos sonhos. Na arbitragem, fiz centenas de amigos, representei Alagoas e o Brasil em competições internacionais. Saio de cabeça erguida e ciente que fiz o meu melhor em campo, defendendo sempre as regras do jogo com ética e profissionalismo – disse Francisco Carlos.

A Federação destacou em nota o trabalho que Francisco desenvolveu ao longo da carreira.

– Durante os quase 20 anos no apito, Chicão acumula diversas atuações destacadas e de peso no futebol. Entre as partidas lembradas por ele estão a final da Copa do Nordeste entre Bahia x Sport, finais do Campeonato Alagoano e de outros Estaduais pelo país, jogos da Copa Libertadores da América e Sul-Americana, amistosos entre seleções e eliminatórias da Copa do Mundo.

Blog com Redação do ge – Alagoas

Fla e Atlético-MG: prejudicados pela arbitragem na rodada
   19 de outubro de 2021   │     13:00  │  0

Atlético-MG teve pênalti a seu favor não marcado na derrota para o Atlético-GO por 2 a 1 Foto: Divulgação/Atlético-MG

Atlético-MG teve pênalti a seu favor não marcado na derrota para o Atlético-GO por 2 a 1 – (Foto: Divulgação/Atlético-MG)

Foto: Gazeta Esportiva

Dois times poderiam ter tido melhor sorte na rodada se não fossem os erros do apito.

Pelas redes sócias, dirigentes de Flamengo e Atlético-MG trocaram acusações nos últimos dias por causa da arbitragem no Brasileiro. Cada lado acusando o adversário de vantagens indevidas na competição. Curiosamente, os dois times foram prejudicados na rodada do fim de semana por erros de arbitragem.

O Flamengo deixou dois pontos preciosos no Maracanã, nesse domingo (17), no 0 a 0 com o Cuiabá, e vai lamentar bastante que Flavio Rodrigues de Souza não tenha validado o gol de Michael ainda no primeiro tempo, num lance em que foi marcado impedimento de Matheuzinho – na avaliação de Sandro Meira Ricci, comentarista da TV Globo, a jogada foi legal.

Ainda no Maracanã, a arbitragem ignorou pênalti cometido por Yuri em Vitinho, no segundo tempo. Ali, nem sequer o VAR (árbitro de vídeo) entrou em ação.

Já em Goiânia, o volante Gabriel Baralhas, do Atlético-GO, cortou a bola com o braço dentro da área, num lance ainda no início do jogo com o Atlético-MG. Raphael Claus não viu nada de anormal, mas foi chamado para a cabine do VAR a fim de fazer a revisão do lance.

Em seguida, ele contrariou meio mundo ao manter sua decisão de campo em não dar o pênalti, no momento em que a partida estava empatada por 0 a 0. Na oportunidade, a comentarista da TV Globo, Janete Arcanjo, disse que Claus se equivocou.

Blog com Silvio Barsetti/Papo de Arena – Terra Esportes

Arnaldo Cezar Coelho revela convite da CBF e critica exageros do VAR: ‘Deixou o jogo gelado’
   16 de outubro de 2021   │     17:52  │  1

Arnaldo Cezar Coelho – (Foto Reprodução)

Ex-árbitro apitou a final da Copa do Mundo de 1982.

Dono do apito na final da Copa do Mundo de 1982, entre Itália e Alemanha, na Espanha, Arnaldo Cezar Coelho marcou gerações com seu trabalho como comentarista de arbitragem na TV Globo, com parceria duradoura com Galvão Bueno e criação de bordões célebres. A regra é clara, mas as discussões sobre arbitragem sempre estão sobre as mesas (de bar, programas esportivos e das redações) mundo afora e, normalmente, não adianta recorrer a novos ângulos, tecnologias e imagens para determinar impedimentos ou gols, porque, no futebol, o trabalho de convencimento tem um grande rival: as paixões.

Longe das câmeras, Arnaldo continua sua vida como empresário, mas está ligado em lances duvidosos e é consultado por amigos para desvendar erros e acertos dos árbitros no futebol brasileiro. Comumente, usa de metáforas com questões cotidianas para exemplificar decisões que tomaria se ainda estivesse apitando.

Com experiência na função, o ex-comentarista revelou ter sido convidado, após deixar a televisão, a assumir a chefia de arbitragem da CBF, cargo ocupado atualmente por Leonardo Gaciba. Ele também aponta problemas da arbitragem no País, do uso exagerado do VAR e nega que sinta falta do trabalho na TV.

“A arbitragem sempre teve problemas sérios. Aqui no Brasil, você ter um critério único é difícil, porque o País é muito grande. Um instrutor de arbitragem no Sul talvez dê instruções diferentes de um instrutor em Manaus. Ainda mais porque o brasileiro, de um modo geral, tem temperamentos diferentes. Com a criação do VAR (árbitro de imagens), praticamente muitas interpretações e conceitos foram alterados, e você passa a ver coisas que confundem muito o torcedor.”

Blog com O DIA