/BLOGS

Arivaldo Maia

UFC pede registro de marca para a ‘Ilha da Luta’
   20 de abril de 2020   │     0:01  │  0

 
Dana White não parou de enaltecer a projeção para os próximos anos da empresa© Diego Ribas: Dana White não parou de enaltecer a projeção para os próximos anos da empresa.
 

Uma das alternativas apontadas pelo UFC para tentar retomar suas atividades durante a pandemia do novo coronavírus, a ‘Ilha da Luta’ – nome dado à ilha particular que vem sendo preparada para receber eventos da organização no futuro próximo – parece ter atiçado a curiosidade de lutadores, especialistas e fãs. A boa recepção por parte da comunidade do MMA foi tamanha que o Ultimate entrou com pedidos de registro de marca para os termos: ‘Fight Island’ (Ilha da Luta) e ‘UFC Fight Island’ (Ilha da Luta do UFC).

Em publicação em sua conta no ‘Twitter’  Josh Gerben – advogado especializado em marcas registradas – divulgou que, no último dia 13 de abril, o UFC preencheu os documentos para o registro de 22 marcas registradas, 11 pelo termo ‘Fight Island’ e 11 pelo termo ‘UFC Fight Island’. Cada aplicação feita tem como objetivo a utilização dos nomes em serviços e produtos, como roupas, equipamentos e até jóias.

Sem conseguir promover uma edição desde o UFC Brasília, realizado no dia 14 de março deste ano, devido às medidas restritivas adotadas ao redor do mundo no combate ao COVID-19, Dana White – presidente do Ultimate – tem focado seus esforços em encontrar um local para sediar os shows da organização. Após sofrer pressão por parte de executivos da ‘ESPN’, parceira de transmissão da liga, para abandonar o plano de utilizar um cassino localizado em uma reserva indígena na Califórnia (EUA), o dirigente aposta suas fichas agora na ‘Ilha da Luta’.

Sem divulgar o local exato da ilha, Dana pretende evitar a intromissão de governantes sobre os shows do UFC, tendo em vista que por se encontrar em águas internacionais a ‘Ilha da Luta’ não precisaria obedecer o bloqueio à realização de eventos esportivos existente, por exemplo, nos Estados Unidos. Além disso, a nova sede resolveria o problema de lutadores estrangeiros, já que alguns teriam problemas para entrar e competir em território norte-americano durante a pandemia.

Blog com Ag. Fight

© Copyright 2000-2016 Gazeta de Alagoas Online Ltda. Todos os direitos reservados