Simon: A simplicidade de um grande árbitro
   9 de março de 2008   │     20:30  │  0

A atuação de Carlos Eugênio Simon na decisão de Corinthians x ASA deve ter servido de aprendizado para os nossos apitadores. Marcou sempre em cima do lance, nunca demonstrou autoridade exagerada (muito comum nos nossos) e deu os cartões na hora certa. Penso que falhou ao creditar um gol do ASA feito pelo zagueiro Becker. Foi para o vestiário na dúvida e colocou Ricardo Boiadeiro como autor. Mesmo que a bola tenha tocado suavemente no atacante, foi do zagueiro a cabeçada e o gol. Raramente um juiz procede assim. Isso, entretanto, não tira a qualidade do seu trabalho. Em tempo: Gosto do quadro de árbitros de Alagoas. Tem muitos com qualidades iguais ao Simon. (Arivaldo Maia)