Confira no Brasileiro da Série B: Quem sobe? Quem cai?
   19 de novembro de 2018   │     0:05  │  0

Com o acesso de dois times ao Brasileirão 2019 e o rebaixamento de mais um clube para a Série C em jogo, a Série B do Campeonato Brasileiro se encaminha para a 38º e última rodada da competição, marcada para o próximo fim de semana. Os duelos que completaram a penúltima rodada confirmaram o retorno do Goiás à elite e ajudaram a aumentar algumas indefinições da segundona.

O retorno do Esmeraldino aconteceu no jogo que fechou a rodada. O time do Centro-Oeste fez 3 a 1 no Oeste, em Barueri, e chegou aos 60 pontos. De quebra, o Goiás ainda acabou com as chances do rival Atlético-GO.

Com uma vitória heroica sobre o CSA em Alagoas, o Avaí não só evitou o acesso do rival, como ficou muito perto de retornar à elite. O time de Florianópolis só depende das próprias forças para subir, mas fará um duelo direto pelo acesso contra a Ponte Preta, em casa. O time alagoano sobe também com uma vitória simples diante do Juventude, no Alfredo Jaconi, na rodada final.

O última rodada da Série B promete muitas emoções a Avaí (60 pontos), Ponte Preta (59) e CSA (59). Esses três times representando três regiões diferentes do Brasil disputam duas vagas na elite.

Quem é que sobe?

A situação mais confortável é a do time catarinense, que joga em casa pelo empate contra a Macaca, num duelo direto pelo acesso na Ressacada. Para o time alagoano, uma vitória simples basta graças ao confronto direto de Florianópolis. O CSA pega o já rebaixado Juventude, em Caxias do Sul.

O que já está definido?

O título do Fortaleza e os rebaixamentos de Boa Esporte, Sampaio Corrêa e Juventude já estavam sacramentados desde a última rodada. O acesso do Goiás só veio no fim da 37ª rodada. Além desses times, alguns garantiram a permanência na divisão.

São os casos de Atlético-GO, Vila Nova, Londrina e Guarani, que lutaram pelo acesso, mas ficaram pelo caminho, e de Coritiba, Brasil de Pelotas e São Bento (que tem uma chance mínima de queda, precisaria ser goleado e todos abaixo vencerem, além de um empate entre Figueirense e CRB), que permaneceram por um bom tempo nas posições baixas ou intermediárias.

Esses times já estão garantidos na Série B do ano que vem e podem pensar nos estaduais de 2019. Contando com o grupo que subiu da Série C – Operário-PR, Cuiabá, Botafogo-SP e Bragantino –, e o Paraná, que caiu da Série A, já são 12 clubes certos na próxima edição da segundona.

Boa Esporte, Sampaio Corrêa e Juventude já estavam cumprindo tabela desde a 36ª rodada e se despedem da Série B no próximo fim de semana. Uma vaga no Z-4 ainda está em aberto e será preenchida por Paysandu, CRB, Oeste, Criciúma ou Figueirense.

Entre os times que estão na parte de baixo da tabela também há um confronto direto, entre Figueirense (46), o 13º, e CRB (45), 14º, no estádio Rei Pelé. Quem vencer já se garante na Série B, mas um empate basta ao Figueira.

O Oeste tem 45 pontos e, em teoria, a missão menos difícil, já que enfrenta o lanterna Boa Esporte, em Varginha. Com 44 pontos, no 16º posto, está o Criciúma, que empatou com o Vila Nova e pega o Sampaio Corrêa, no Heriberto Hülse.

Dentro da degola, mesmo com três vitórias consecutivas na conta, o Paysandu é quem está na situação mais complicada. É o único que não depende somente do próprio resultado na última rodada para escapar. O Papão enfrenta o Vila Nova, na Curuzu.

Veja quais são os jogos da 38ª rodada da Série B

23/11 – 19h30 Coritiba x Fortaleza – Couto Pereira

24/11 – 17h

Guarani x Londrina – Brinco de Ouro da Princesa
São Bento x Vila Nova – Walter Ribeiro
Boa Esporte x Oeste – Municipal de Varginha**
Juventude x CSA – Alfredo Jaconi*
Avaí x Ponte Preta – Ressacada*
Criciúma x Sampaio Corrêa – Heriberto Hülse**
Goiás x Brasil – Serra Dourada*
CRB x Figueirense – Rei Pelé**
Paysandu x Atlético-GO – Curuzu**

*Com acesso em jogo
**Luta contra o rebaixamento

Blog com Globoesporte

COMENTÁRIOS 0

Líder pelo exemplo no Flamengo, Cuéllar quer ficar no clube para jogar Copa América
     │     0:04  │  0

Resultado de imagem para Cuéllar, do Fla

 

Aos 26 anos, o colombiano Cuéllar, (foto acima/UOL Esporte), completou diante do Sport, 135 jogos com a camisa do Flamengo. O clube se tornou seu grande projeto internacional antes de pensar em seguir para Europa. Objetivo este que vem depois de se consolidar como ídolo no Brasil e de ter uma sequência na seleção da Colômbia.

— Agora estou pensando no Flamengo. Me consolidar mais. Pensar na seleção. Se tiver alguma proposta da Europa, analisarei. Difícil superar o Flamengo, tem que ser um clube imenso — diz Cuéllar, cujo contrato vai até 2022. A presença na equipe em 2019 parece certa e nos planos o jogador.

— Eu ficando no Flamengo terei mais visibilidade, vai ser importante para a seleção. Seria positivo eu cumprir meu contrato no Flamengo — afirma.

A meta de curto prazo é a disputa da Copa América no Brasil, em 2019. No médio prazo, o foco é disputar a próxima Copa do Mundo, em 2022, sonho que não realizou nesta temporada, quando só atuou quatro vezes pela Colômbia. Este ano, Cuéllar teve sondagens da Arábia Saudita, mas decidiu permanecer no Flamengo.

O jogador já havia perdido a chance de emplacar na Copa do Mundo com o técnico José Pekerman, pois vinha de pouca sequência entre 2016 e 2017 no Flamengo. Na ocasião, o Vitória e o Atlético-COL o procuraram, e o Flamengo enfim decidiu aproveitá-lo.

— Eu estava pensando em ter continuidade para jogar o Mundial pela seleção. Não tinha sequência no Flamengo. Houve aproximação do Vitória, do Atlético-COL. No momento, falei que ia ficar e focar no Flamengo. Na época estava pensando em seleção, em jogar. Chegar em casa e não entrar em campo era complicado — lembra o ex-reserva de Márcio Araújo até ano passado.

Ele defende que, para jogar na Europa, um jogador colombiano precisa passar por Brasil e Argentina, ganhar experiência, para ir ao Velho Continente sem voltar. Os dois anos no Brasil o tornaram mais falante, até de um límpido português. Em vez das palavras, porém, carrega consigo tatuagens com o horário do nascimento do primeiro filho, Paolo.

— Não falo muito. O meu tipo de liderança é meu jogo, minha vontade — diz.

Blog com EXTRA

COMENTÁRIOS 0

Vexame! Alemanha é rebaixada na Liga das Nações após vitória da Holanda sobre a França
     │     0:03  │  0

Joachim Low, técnico da Alemanha, passa por mais um vexame.

Joachim Low, técnico da Alemanha, passa por mais um vexame (Foto: ROBERT MICHAEL / AFP)

A Alemanha está na segunda divisão da Liga das Nações da Uefa. Os comandados de Joachim Low confirmaram seu rebaixamento ao segundo patamar da nova competição europeia de seleções, mesmo sem entrar em campo. O resultado de 2 a 0 da partida entre Holanda e França, na última sexta-feira, foi o responsável pelo rebaixamento. Esta foi a primeira derrota dos franceses após o título da Copa do Mundo.

Com gols de Georginio Wijnaldum (44 minutos) e Memphis Depay (90+5, de pênalti), no estádio De Kuip, casa do Feyenoord, em Roterdã, a Laranja Mecânica manteve vivas as chances de se classificar às quartas de final da competição.

A França lidera o grupo com sete pontos ganhos. A Holanda soma seis, e os alemães apenas um. Caso o time de Koeman vença, estará na próxima fase. A Laranja volta a campo nesta segunda-feira às 17h45 (horário de Brasília) para enfrentar a Alemanha. Os franceses farão amistoso amanhã contra o Uruguai.

Blog com O DIA

COMENTÁRIOS 0

Salah quer ser o primeiro egípcio a ser eleito o ‘Melhor Jogador da África’
     │     0:02  │  0

Salah pode ser o primeiro egípcio eleito o melhor jogador da África
Salah pode ser o primeiro egípcio eleito o melhor jogador da África (Foto: KHALED DESOUKI / AFP)

 

Mohammed Salah, do Liverpool, pode garantir um feito histórico no seu continente. O atacante, finalista do prêmio “The Best” da Fifa, pode se tornar o primeiro egípcio a vencer o prêmio de “Melhor Jogador da África” por duas vezes. Atual detentor do título, ele foi novamente nomeado na lista de 2018.

O canal britânico “BBC” divulgou, neste sábado, os finalistas. Salah vai ter a concorrência do também jogador do Liverpool, Sadio Mané, do Senegal. A dupla é a única que joga em algum clube da Inglaterra. Os demais concorrentes são Mehdi Benatia, marroquino da Juventus, Kalidou Koulibaly, senegalês da Napoli, e Thomas Partey, ganês do Atlético de Madrid.

O vencedor vai ser revelado no dia 14 de dezembro, sendo que a votação é realizada através do site da emissora britânica.

Blog com EXTRA

COMENTÁRIOS 0

Fluminense reconhece dificuldade em honrar compromissos e não consegue estipular data para pagar ao elenco
     │     0:01  │  0

Paulo Angioni falou sobre a crise financeira do Fluminense
Paulo Angioni falou sobre a crise financeira do Fluminense (Foto: Mailson Santana/FluminenseFC)

 

Sem perspectiva. É como os jogadores do Fluminense estão em relação ao pagamento dos salários e direitos de imagem atrasados. Apesar da cobrança no vestiário logo após a derrota para o Palmeiras, o clube não fez nenhuma sinalização. Existe uma nova expectativa para o início da próxima semana. Mas o diretor de futebol Paulo Angioni já avisou que não se trata de uma promessa.

— O Fluminense tem uma pendência de dois meses de salários e de quatro a cinco meses de imagem. Estamos esperando, tentando uma solução o mais rapidamente possível. Em duas situações dissemos que havia uma possibilidade de prazo. Mas que, em função da burocracia da ação que está sendo realizada, não se cumpriu — disse o dirigente: — Isso provavelmente foi a causa da abordagem. Havia uma perspectiva. E virou uma data certa para eles. Se misturou um pouco.

O Fluminense busca algumas receitas que tem para receber. Uma delas envolve os 10% a que tem direito no lucro do Watford-ING com a venda de Richarlison para o Everton, também da Inglaterra. O valor total é de cerca de R$ 17 milhões. A quantia foi dividida em parcelas e uma delas já foi paga.

— A ansiedade é normal, a cobrança é legítima. Não posso afirmar com toda a certeza, mas acredito que ainda não recebemos todo o dinheiro da venda do Richarlison — afirmou Angioni, lembrando haver outras possibilidades de receita: — Estamos trabalhando em algumas frentes além do Richarlison. Esse dinheiro só não é suficiente para fechar o ano zerado.

A insatisfação é grande no elenco. Para tentar minimizar o desgaste dos atrasos, o Fluminense pagou aos jogadores, no início do mês, a premiação pela classificação à semifinal da Sul-Americana. Um valor pequeno (R$ 800 mil) se comparado ao total:

— Não foi cobrança calorosa, foi uma abordagem, ouvi, respeitei e continuo respeitando. Não posso criar um monstro em cima disso. Há um atraso e a solicitação de pagamento, a chateação normal. Fiz com que a direção também entendesse.

Crise ameaça elenco para 2019

A crise financeira ameaça a montagem do elenco tricolor para 2019. As renovações com os atletas cujos contratos terminam em dezembro estão paradas. E, diante da dificuldade do clube em conseguir manter seus compromissos em dia, elas podem não se concretizar.

— Não tenho nenhuma situação concreta. Mas já conversei algumas vezes com os empresários e estou tentando equacionar. Gum, Júlio César, Gilberto… Marcos Junior é direto com o presidente. Rodolfo também é comigo. Estamos tratando dentro das dificuldades financeiras do clube. Temos a intenção de manter. Tanto que iniciamos as conversas — disse Angioni.

O Fluminense ainda corre o risco de perder Richard. Paulo Angioni confirmou o interesse do Corinthians, mas não deu maiores detalhes sobre a negociação:

— Tudo muito parado.

COMENTÁRIOS 0