No sufoco, CSA vence o Juventude e deixa a zona perigosa
   26 de setembro de 2020   │     18:02  │  0

Deu trabalho mais valeu a pena. O CSA passou dificuldades com o Juventude, quando chegou a fazer o placar de 3 x 1, mas deu uma ‘cochilada’ e permitiu uma reação perigosa dos gaúchos que marcaram dois gols e estiveram perto de empatar.

O placar final – 3 x 2 – colocou o CSA fora da zona de rebaixamento. Agora soma 10 pontos, ocupando o 14º lugar.

O próximo duelo será fora de casa, em Salvador, diante do Vitória, terça-feira, dia 29, no Barradão, às 19h15.

Aguarde mais detalhes.

Arivaldo Maia

COMENTÁRIOS 0

CBF marca data para definir oitavas da Copa do Brasil
     │     17:00  │  0

(Foto:  Lucas Figueiredo / CBF)

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) fará o sorteio para definir os jogos das oitavas de final da Copa do Brasil, no dia 1º de outubro (quinta-feira), a partir das 11h30 (de Brasília). A partir desta fase, a competição também contará com os times que disputam a Copa Libertadores.

No total, serão 16 equipes se enfrentando em jogos de ida e volta. Os times que entram agora, diretamente nas oitavas de final, são: Athletico-PR, Corinthians, Flamengo, Grêmio, Internacional, Palmeiras, São Paulo e Santos, todos por terem disputado a Libertadores. O Fortaleza por ter sido campeão da Copa do Nordeste. O Cuiabá foi o campeão da Copa Verde e o Red Bull Bragantino, o vencedor da Série B do Campeonato Brasileiro de 2019, completam a relação.

Eles se juntarão aos outros cinco clubes que conquistaram a vaga na quarta fase.

Os cinco classificados da quarta fase, mais os 11 pré-classificados para as oitavas, serão sorteados em pote único. Além dos confrontos, também serão sorteados os mandos de campo das partidas. Lembrando que, por enquanto, os jogos serão disputados sem a presença de torcedores.

A programação inicial da CBF prevê que os jogos das oitavas de final sejam realizados entre os dias 27 de outubro e 4 de novembro.

Blog com o Diário do Nordeste/CE

COMENTÁRIOS 0

Escândalo de arbitragem completa 15 anos
     │     16:00  │  0

Image for post

Edilson joga moeda para Tevez e Rogerio Ceni antes do clássico no Morumbi. (Foto: Fernando Pilatos/Gazeta Press)

Há 15 anos, no dia 23 de setembro de 2005, a capa da revista Veja escancarava um dos maiores escândalos já ocorridos dentro do futebol brasileiro: a Máfia do Apito. Assinado pelo, até então, repórter André Rizek, e a editora Thais Oyama, a matéria trazia como os principais personagens os árbitros Paulo José Danelon e Edilson Pereira de Carvalho.

A dupla, sob orientação do empresário Nagib Fayab, mais conhecido como ‘Gibão’, haviam apitado diversos jogos de competições diferentes, incluindo: Libertadores, Sul-Americana, Paulistão, além dos Brasileirões Séries A e B. O desfecho da história, muitos já conhecem. A principal divisão do futebol nacional teve 11 jogos anulados por suspeita de manipulação e o Corinthians terminou ‘beneficiado’ após a remarcação dos confrontos.

As demais partidas de outros torneios permaneceram da mesma forma. Um dos principais motivos, alegados na época pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), era de que os mesmos já haviam sido encerrados ou estavam em uma fase mais avançada, o que daria muito trabalho e seria inviável para remarcar e ver quem seriam as novas equipes classificadas.

No fim das contas, foi Edilson Pereira de Carvalho que mais estampou os noticiários da época. Responsável por apitar os 11 jogos da Série A, o juiz teve sua imagem diretamente relacionada ao título nacional conquistado naquele ano pelo Alvinegro paulista. No entanto, alguns jogos apitados por Danelon tiveram consequências ainda maiores para outras equipes brasileiras.

Vitória na Série C

A decisão do STJD em não anular partidas de outras competições, implicou diretamente em prejuízo para o Vitória, que disputava a Segundona e não vivia um bom momento naquela temporada. Ao fim da primeira fase da competição, o Leão era a primeira equipe dentro do Z-6 e acabou rebaixado, junto com o Bahia, para a terceira divisão do Brasileirão no ano seguinte.

Dentre os jogos da Série B, estavam quatro que tiveram o apito de Paulo José Danelon. Mesmo com nenhum desses tendo a participação direta do Rubro-Negro baiano, três duelos que envolviam o Paulista de Jundiaí (contra o Guarani) e o Ituano (contra Portuguesa e Marília) influenciaram indiretamente na parte debaixo da tabela.

Ambas equipes venceram seus jogos e terminaram acima do Vitória no certame. Caso os jogos fossem remarcados, os dois times ficariam atrás por dois pontos e empurrariam o Leão para o 15º lugar da classificação e com chances reais de permanência na Série B para o ano seguinte, o que não ocorreu e fez o time baiano amargar a Terceirona pela primeira vez em sua história.

A sequência rubro-negra é bastante conhecida. O time disputou a Série C em 2006 e, logo no primeiro ano, conseguiu o acesso após ficar atrás apenas do Criciúma. De volta à Série B, em 2007, a equipe conseguiu mais um acesso, dessa vez em quarto lugar e voltou rapidamente à elite do futebol nacional em 2008.

Também a frente do Vitória na época do rebaixamento, em 2005, o atual presidente Paulo Carneiro foi procurado pela reportagem, mas preferiu não comentar acerca do assunto.

Blog com A TARDE

 

COMENTÁRIOS 0

Pressionado, técnico Diniz completa 1 ano no São Paulo
     │     15:00  │  0

Fernando Diniz vive altos e baixos no São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Fernando Diniz vive altos e baixos no São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

 

O técnico Fernando Diniz completa neste sábado um ano no comando do São Paulo. Em meio a altos e baixos e lidando com a pressão externa, o treinador alcança o número expressivo de 365 dias à frente do Tricolor justamente quando a equipe tem um duelo de extrema importância, contra o Internacional, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Isto porque, neste sábado, às 19h, o São Paulo tem um confronto direto pela liderança do Campeonato Brasileiro. O Internacional é o vice-líder do torneio, com 20 pontos ganhos, enquanto a equipe do Morumbi é a terceira, com 18. O líder Atlético-MG tem 21 e joga também nesta noite, contra o Grêmio.

Na quarta, o Tricolor decide sua permanência na Copa Libertadores em Buenos Aires, contra o River Plate. Se perder na Argentina, o São Paulo de Fernando Diniz estará eliminado da competição continental ainda na fase de grupos e com uma rodada de antecedência. O empate mantém a equipe viva no torneio, mas com remotas chances de chegar ao mata-mata.

Blog com LANCE

COMENTÁRIOS 0

Decreto autoriza presença de público no futebol do Rio
     │     14:00  │  0

O governador em exercício Cláudio Castro já autorizou a presença de até 30% de público nos estádios de futebol do estado do Rio de Janeiro. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial, ao qual O GLOBO teve acesso antes de se tornar público, e vale somente para os municípios que estejam na bandeira amarela ou verde, ou seja, regiões que apresentam risco baixo para coronavírus.

A publicação indica ainda que para cada estádio deverá ser apresentado um protocolo adequado e validado pelas entidades sanitárias e de segurança locais. O plano deve ser apresentado até 72 horas antes da data de realização da partida e seguir as diretrizes descritas do “Plano de Retorno dos Torcedores aos Estádios de Futebol”, elaborado pela CBF.

Entre as recomendações previstas no protocolo, está o distanciamento dos torcedores. Eles deverão respeitar o espaço mínimo de dois metros tanto em cadeiras quanto nas arquibancadas, com exceção dos grupos familiares. O uso de máscara de proteção facial também será obrigatório.

Já os responsáveis pelos estádios precisam garantir o fornecimento de álcool em gel para os torcedores, e realizar a medição de temperatura no momento do acesso, impedindo a entrada de torcedores com sintomas da Covid-19.

As lojas, lanchonetes e bares dos estádios poderão ser abertos de acordo com as orientações sanitárias locais.

O descumprimento das regras acima pode acarretar aos responsáveis pela realização das partidas advertência e multa de R$ 5 mil, e até a proibição de realização de jogos no local por 15 dias.

Blog com O GLOBO

COMENTÁRIOS 0