Cabo quer modificar métodos de treinos no CRB
   16 de julho de 2020   │     13:00  │  0

Marcelo Cabo durante treino do CRB, no Ninho do Galo — Foto: ASCOM CRB

Marcelo Cabo durante treino do CRB, no Ninho do Galo — Foto: ASCOM CRB

O CRB tem data certa para voltar a campo. Com o retorno da Copa do Nordeste definido, o time regatiano enfrenta o Ceará, dia 22, em Salvador. A retomada das competições agradou ao técnico Marcelo Cabo, que projeta as mudanças para os treinamentos com bola.

– Acho que a gente ter uma data definida para trabalhar é muito bom. Só não pode chocar com a Série B, que não seria bom. Espero que se confirme, que o governo libere, para que a gente possa dar continuidade à temporada. Dessa forma, a gente pode dar sequência ao nosso planejamento – disse Cabo.

Desde a liberação para o retorno dos treinamentos, os jogadores relataram que muitos dos trabalhos que vêm sendo feitos são físicos e táticos. Todos sendo executados nos moldes de posicionamentos, ainda sem contato e sem combate na marcação.
Cabo revelou que, com essas datas prevendo o reinício das competições, o CRB vai se reunir para tratar sobre um novo modelo de treinamento, sem fugir dos protocolos de sanitários.

– A gente precisa analisar, dentro do contexto e do protocolo, uma mudança na metodologia de trabalho. Já tem uma data que é o dia 22, um jogo. Então, a gente precisa finalizar essa segunda parte de treinos com certa distância e começar a pensar no treino em conjunto. Mas isso tudo precisa passar por uma reunião, analisar o protocolo para fazer essa evolução.

Os treinos foram liberados por decreto do governo do estado. Desde então, o Galo reiniciou as atividades obedecendo às recomendações da Organização Mundial da Saúde e autoridades sanitárias.

Blog com Globo Esporte/AL

COMENTÁRIOS 0

Flamengo segue rotina e fatura o Carioca 2020
     │     11:00  │  0

Vitinho marcou, nos acréscimos, o gol da vitória sobre o FluminenseVitinho marcou, nos acréscimos, o gol da vitória sobre o Fluminense (Foto: RICARDO MORAES / REUTERS)

Não teve a festa dos torcedores nas arquibancadas. Mas, tirando isso, a rotina do Flamengo de Jorge Jesus se manteve intacta. Com a vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, os rubro-negros incluíram mais um troféu na já longa lista de conquistas sob o comando do técnico português. Depois do Brasileiro, da Libertadores, da Supercopa do Brasil e da Recopa Sul-americana, ontem foi a vez do Campeonato Carioca.

Foi o segundo título estadual seguido do Flamengo e o 36º de sua história. Para Jorge Jesus, foi o primeiro.

A estratégia do Flamengo de emitir sons da torcida através do sistema de áudio do Maracanã quebrou a frieza típica de jogos com portões fechados e deu mais cara de final ao clássico. Difícil medir qual o nível de influência desta medida, mas o fato é que o time rubro-negro entrou em campo com atuação bem superior a dos Fla-Flus anteriores. O domínio total da posse, a bola girando por todos os lados do campo, a movimentação dos jogadores — características já tradicionais equipe de Jorge Jesus — ditaram o primeiro tempo.

O grande mérito do Fluminense foi, mais uma vez, saber fechar os espaços para o adversário, que teve poucas chances claras de gol. O problema é que este desenho do jogo só interessava aos rubro-negros, com a vantagem do empate pela vitória no primeiro jogo.

Para sonhar com a taça, os tricolores precisavam se expor mais. A estratégia ofensiva de Odair Hellmann era clara: apostar na velocidade de Marcos Paulo e Evanílson. A dupla se esforçou para dar trabalho. Mas, devido aos excessivos erros na saída de bola, ela chegava pouco até eles. E nem sempre da melhor forma.

A inversão de momentos, ocorrida no intervalo dos dois últimos clássicos, não se repetiu desta vez. O Flamengo seguiu ditando o ritmo da partida e pressionando o Fluminense. Nem parecia que era o time das Laranjeiras que precisava de um gol. Não teve nem mesmo o tradicional abafa nos minutos finais. O gol de Vitinho, já nos acréscimos, foi um prêmio ao empenho rubro-negro e à falta de ambição tricolor.

COMENTÁRIOS 0

Zagueiro do CRB comemora volta da Copa do Nordeste
     │     9:00  │  0

O zagueiro Thallison defende as cores do CRB (Foto: Ascom/CRB)

O zagueiro Thallison defende as cores do CRB (Foto: Ascom/CRB)

 

Em sexto lugar no Grupo A da Copa do Nordeste, na volta do futebol o CRB vai enfrentar o Ceará na última rodada em busca da classificação para a fase final. Para que isso aconteça, os alagoanos terão que torcer por derrotas do Sport, que pega o Confiança e do ABC, que enfrenta o CSA.

A competição volta no próximo dia 21. O zagueiro Thallisson celebra o retorno do torneio e confia na vaga para o Galo de Alagoas.

– É muito bom poder voltar a jogar futebol. Tudo será feito dentro das especificações de segurança lá em Salvador e todos serão testados antes de cada jogo. O CRB está pronto para enfrentar o Ceará e, enquanto tiver chance, vamos sonhar com a vaga na fase final da Copa do Nordeste – diz Thallisson.

Blog com LANCE

 

COMENTÁRIOS 0

Vitinho faz o gol da conquista do Carioca/2020
     │     0:01  │  0

Vitinho, do Flamengo, comemora gol sobre o Fluminense

Vitinho, do Flamengo, comemora gol sobre o Fluminense (Foto: André Durão)

O Flamengo é o campeão carioca de 2020. Depois de vencer o jogo de ida por 2 a 1 no último domingo, o time rubro-negro voltou a bater o Fluminense na noite passada, desta vez pelo placar magro de 1 a 0, o gol marcado por Vitinho aos 49 minutos do segundo tempo. Jogador contestado por uma parte considerável da mídia brasileira, Vitinho provou seu valor na hora precisa. A partida foi marcada por algumas confusões e os holofotes em cima do técnico Jorge Jesus.

O Flamengo chegou ao seu 36º título de Campeonato Carioca e disparou no ranking dos maiores campeões do Rio de Janeiro. Em segundo, vem o Fluminense, com 31 títulos; depois o Vasco, com 24; e fechando a posição dos quatro grandes, o Botafogo, com 21.

Segue o mistério:

Jorge Jesus vai ou fica? Ainda não sabemos. Depois de conquistar seu quinto título com o Flamengo (também faturou a Libertadores, o Campeonato Brasileiro, a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana), o Mister não falou sobre seu futuro. Até deu entrevista para a “Fla TV”, mas se limitou a comemorar a conquista e elogiar seus jogadores.

Clima quente:

Como não poderia deixar de ser, o clássico pegou fogo em alguns momentos. Logo no início da partida, Bruno Henrique e Gilberto se desentenderam na beira do campo. Um pouco depois, foi a vez de Gilberto trocar empurrões com Filipe Luís. Mas o clima fechou realmente no apagar das luzes, quando o Flamengo já vencia por 1 a 0. Michael fez uma graça com a bola na frente de Hudson, que não gostou e foi para cima do camisa 19, cometendo uma falta para expulsão, apesar da interpretação equivocada do árbitro. Um tumulto foi formado, e a arbitragem precisou intervir. A bola só voltou a rolar poucos minutos depois.

Blog com Globo Esporte

 

COMENTÁRIOS 0

Fla, Flu, Cruzeiro e Inter disputam revelação do Mirassol
   15 de julho de 2020   │     21:55  │  0

Danilo é agenciado pelo ex-jogador tricolor Deco (Foto: Reprodução do SporTV)

O Mirassol perdeu boa parte dos seus destaques durante a pausa por conta da pandemia do novo coronavírus, mas pode perder até mesmo jogadores que ainda nem compõe o elenco profissional.

É o caso do meia Danilo, de apenas 16 anos. O jogador vem chamando atenção nas categorias de base do Mirassol e já desperta interesse de quatro gigantes do futebol brasileiro: Flamengo, Inter, Cruzeiro e Fluminense.

A diretoria do Mirassol ainda não recebeu propostas oficiais, mas já está ciente do interesse e estuda as melhores oportunidades de negócio.

Danilo é agenciado por Deco, ex-jogador de Porto, Barcelona, Fluminense e da seleção portuguesa. Danilo até chegou a ser chamado para um período de testes no Porto, mas a viagem teve de ser cancelada por conta da parada do futebol.

Blog com Futebol Interior

COMENTÁRIOS 0